Anterior1 de 4Próximo

Manhã agradável para a prática do futebol no Estádio António Coimbra da Mota. Estoril Praia Futebol SAD e Sporting Clube Farense encontraram-se para a 12ª jornada da Liga LEDMAN PRO. Os estorilistas vinham de uma vitória em casa e a equipa do Farense vinha de uma derrota no seu reduto frente ao Benfica B, mas ambas procuravam o mesmo nesta partida: a vitória. A equipa da linha apostou no mesmo onze inicial do último jogo e a equipa de Faro fez somente uma alteração: Fábio Nunes ocupou a posição de Alvarinho.

As duas equipas entraram em campo e estiveram irrepreensíveis ao nível tático. Os dois conjuntos estiveram muito bem posicionados dentro das quatro linhas e digamos que isso até retirou alguma emoção ao jogo. Muitos foram os passes falhados por jogadores de ambos os conjuntos, muito graças ao bom desempenho defensivo das formações de Luís Freire e João Rodrigues.

O SC Farense apresentou um futebol simples e pragmático muito direcionado para o primeiro toque. Já a equipa do Estoril impulsionou as suas investidas essencialmente pelo flanco direito por meio de Aylton e Sandro Lima, mas nenhuma destas resultou em golo.

Sem grandes jogadas de perigo iminente, ambos os redutos tiveram oportunidades, sim, mas maioritariamente em lances de bola parada. Neste sentido, destaque para os guarda-redes que, sempre que foram chamados a intervir, mostraram serviço e deixaram o resultado a zeros ao intervalo. Aos 22 minutos, João Góis rematou pela esquerda e obrigou a uma grande defesa com os punhos por parte do guarda-redes do Farense – Daniel Fernandes. Thierry não ficou atrás e, aos 30 minutos de jogo, voou para impedir o golo no remate colocado, protagonizado pelo extremo esquerdo da equipa visitante – Mayembela.

O Estoril Futebol SAD defrontaram-se esta manhã, naquela que foi a 12.ª jornada da LedMan LigaPro
Fonte: Bola na Rede

O Estoril entrou na segunda parte muito mais rápido nas suas transições e, ao contrário do primeiro tempo, mostrou muito mais versatilidade dentro de campo. O corredor esquerdo esteve muito mais dinâmico e interventivo.

A segunda parte teve o que faltou na primeira: emoção. É verdade. O jogo esteve muito mais agitado e foram muitos mais os lances de real perigo. A equipa visitante, por intermédio de Irobiso, numa arrancada pela esquerda, remata, mas Thierry defende. Instantes a seguir, Fábio Nunes remata forte, mas por cima.

Já o Estoril, esteve muito perto de marcar o golo aos 73 minutos, num lance inacreditável de Furlan que remata com toda a força. A bola dá ilusão de que entrou na baliza, mas o esférico não passou para lá da linha de golo. Era uma altura de emoções fortes neste que foi o Estoril x Farense e principalmente aos 72 minutos quando o SC Farense se vê reduzido a dez unidades. Markovic é expulso por ver o segundo amarelo depois de uma falta na posição frontal à baliza.

Depois da expulsão, o Farense até reagiu de forma positiva e não recolheu a sua equipa somente na defesa. Por sua vez, a equipa do Estoril tentou subir as suas linhas no terreno de jogo. Foi um final emocionante, numa altura em que o jogo estava, inclusive, algo partido. Já se adivinhava um empate na manhã solarenga no Estoril, até que a equipa da casa, mesmo nos minutos finais da partida, marca por intermédio de Dadashov e assistência de Sandro Lima. O lance suscitou muita polémica por alegado fora-de-jogo por parte do número nove da equipa estorilista.

Depois de um jogo equilibrado, esta derrota nos instantes finais da partida tem travo de injustiça para a equipa do SC Farense. Mais uma vez, os “Leões de Faro” perderam nos últimos instantes e desta vez sem o merecer. Já o Estoril segue invicto, na 2.ª posição da tabela classificativa, depois de duas vitórias em casa bastante suadas.

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES:

Estoril Futebol SAD – Thierry, Filipe, Dadashov, Gonçalo (Subst. João Patrão, 76’), Diakhité, J. Góis, Diney, Wallyson (Subst. Kléber, 66’), Aylton (Subst. Matheus Nunes, 84’), Sandro Lima, R. Furlan.

SC Farense – Daniel Fernandes, Markovic, Irobiso, Mayambela (Subst. Simões, 76’), J. Ribeiro, Cássio, B. Bernardo, Borges (Subst. Tavinho, 89’), Godinho, Ryan Gauld, Fábio Nunes (Subst. Alvarinho, 69’).

Anterior1 de 4Próximo

Comentários