Jogo endiabrado em Famalicão com seis golos, acaba num empate justo pelo que se passou em campo. Grande primeira parte da equipa da casa, mas que na segunda relaxou demasiado e permitiu o empate da formação cónega que chegou a estar a perder por três golos.

O FC Famalicão recebeu, este sábado, o Moreirense FC para mais um jogo a contar para a 11ª jornada da Liga. O estádio Municipal de Famalicão apresentou uma boa moldura humana para este dérbi minhoto, apesar do frio que se fazia sentir.

O primeiro quarto de hora decorreu sem nenhum lance assinalável. As equipas procuraram praticar um estilo de jogo ofensivo, mas ambas acabaram por ser eficazes no momento defensivo. Ao minuto 18’, no primeiro lance de perigo, o Famalicão FC conseguiu chegar à vantagem por intermédio de Fábio Martins. O ala português recebe um bom cruzamento vindo da direita feito por Diogo Gonçalves e, com um compasso de espera conseguiu atirar para o fundo das redes da baliza.

Já em vantagem, a equipa da casa não abrandou o ritmo de jogo e conseguiu ter sempre as ocasiões de maior perigo. Em seguida, foi Racic que, com grande visão de jogo, viu a desmarcação de Diogo Gonçalves  que cruzou, mas Toni Martinez chegou tarde àquele que podia ter sido o lance do segundo golo famalicense.

Segundo golo esse que acabou por acontecer ao minuto 32’ por Uros Racic. Boa recuperação de bola no meio campo do Moreirense FC e bastou ao sérvio levantar a cabeça, olhar para a baliza e colocar a bola em jeito, sem hipóteses de defesa para Pasinato. Bom lance do jovem médio, emprestado pelo Valência CF ao clube de Famalicão.

O jogo foi para intervalo com um Famalicão claramente superior e já algo relaxado pelo resultado alcançado e com um Moreirense que parecia estar sem ideias para evitar a derrota.

Disputa de bola entre Fábio Martins e D’Alberto
Fonte: Liga Portugal

A segunda metade do jogo começou com o Moreirense motivado, em busca da cambalhota no marcador. Prova disso mesmo foi a recuperação de bola de Nenê que deixa depois para Machado que remata para uma grande defesa de Defendi. Foi o primeiro lance de perigo do Moreirense no jogo.

Em resposta ao primeiro sinal de perigo dos cónegos, o Famalicão chegou ao terceiro da partida por intermédio de Toni Martinez que, com calma, colocou a bola por debaixo das pernas de Pasinato rumo ao fundo da baliza da equipa visitante. O Moreirense conseguiu mesmo marcar golo por intermédio de Machado que marcou encontro com a bola, após cruzamento de D’Alberto, no coração da grande área e só precisou de encostar para o estabelcer o 3-1 no Estádio Municpal de Famalicão.

O conjunto orientado por Vítor Campelos viria a reduzir ainda mais a desvantagem. Desta vez pelo recém-entrado Pedro Nuno que corresponde a mais um bom cruzamento de D’Alberto e cabeceia para fundo das redes da baliza de Defendi. Em mais um lance com recurso ao VAR, o árbitro Tiago Martins, decide alterar a sua decisão inicial e assinalar grande penalidade a favor Moreirense. Steven Vitória, capitão e eleito para a cobrança do castigo máximo, converteu e repôs, de forma inesperada a igualdade no marcador em Famalicão.

Face às grande pausas no jogo, a equipa de arbitragem concedeu sete minutos de tempo de compensação, nos quais ainda houve tempo para um vermelho direto a Nehuen Pérez por falta dura sobre Machado.

Com este resultado, o Famalicão mantém a terceira posição isolado no campeonato enquanto que o Moreirense ultrapassa o Belenenses SAD e se encontra, assim, à condição, na 13ª posição do campeonato. Na próxima jornada, o FC Famalicão vai viajar para Portimão e o Moreirense tem encontro marcado, em casa, contra o último classificado, CD Aves.

 

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES:

FC Famalicão: Defendi, Fábio Martins, Gustavo Assunção, Riccieli, Diogo Gonçalves, Nehuen Perez, Toni Martinez (Anderson 73’) , Pedro Gonçalves (Guga 82’), Centelles, Racic, Patrick William (Phete 69’)

Moreirense FC: Pasinato, D’Alberto, Fábio Pacheco, Nenê (Fábio Abreu 63’), Steven Vitória, Djavan (Aurélio 81’), Filipe Soares, Luther, Halliche, Alex Soares (Pedro Nuno 63’), Machado

Comentários