A CRÓNICA: E TUDO O INTERVALO MUDOU

O jogo começou intenso e a prometer muito com o Vitória SC a tentar impor o seu jogo face a um FC Paços de Ferreira desinibido e a controlar o ímpeto vitoriano. Logo aos 10’ os da casa adiantaram-se no marcador, devido à pressão de Diaby que roubou a bola a Florent com esta a sobrar para Denilson e este, perspicaz, assistiu Hélder Ferreira que sem grande oposição finalizou. Os castores estiveram melhores durante o primeiro tempo, mais organizados e esclarecidos na hora de atacar e iam impedindo que o adversário criasse situações de perigo, sendo que os visitantes tentavam pegar no jogo mas quase sempre sem a devida clarividência.

Os vitorianos precisavam de mudar se queriam levar algo de positivo de Paços de Ferreira. E foi nesse sentido que Ivo Vieira mexeu ao intervalo ao substituir Poha por João Carlos Teixeira e Ouattara por Edwards. Também os castores mexeram com a saída de Marcelo e a entrada de Marco Baixinho.

E o segundo tempo começou logo com o golo do Vitória SC. Davidson progrediu pela esquerda, cruzou para o centro da área, onde apareceu João Carlos Teixeira solto a finalizar. A equipa passou a ser mais pressionante e a mostrar maior vontade de inverter o rumo de um jogo que não estava nada fácil. Aos 58’ uma excelente oportunidade para a equipa de Ivo se adiantar no placard, onde apenas Marco Baixinho conseguiu impedir um golo certo. Os papeis inverteram-se e o Paços estava agora mais desconfortável na partida. João Carlos Teixeira acabou mesmo por bisar aos 66’ num remate forte, acabando por desmontar a organização pacense que foi caindo perante a maior agressividade adversária.

Anúncio Publicitário

Os pacenses foram atacados por todos os lados e foram incapazes de reagir a uma segunda metade muito bem conseguida pelo Vitória SC. Um jogo de duas caras, onde o intervalo acabou por ser o melhor amigo da formação de Ivo Vieira.

 

A FIGURA

João Carlos Teixeira – A entrada em campo do centrocampista acabou por se tornar essencial na reviravolta vimaranense, uma vez que os dois golos marcados permitiram ao conjunto de Ivo Vieira sair com um triunfo bastante importante. Decisivo e letal.

 

O FORA DE JOGO

Fonte: UEFA Europa League

Primeira parte do Vitória SC – Na primeira metade assistiu-se a um Vitória SC desconfortável e desconexo, sem conseguir imprimir as suas ideias. O Paços conseguia pressionar alto e não permitia grandes espaços aos vimaranenses que se encontravam desinspirados e sem saber bem o que fazer.

 

ANÁLISE TÁTICA – FC PAÇOS FERREIRA

Com Luiz Carlos e Diaby juntos no meio campo a revelaram-se importantes na organização, Pedrinho mais adiantado, Hélder Ferreira e Adriano Castanheira nas alas e Denilson Jr. como homem mais adiantado, formaram um esquema de 4-2-3-1 que conseguiu controlar o adversário durante a primeira parte, muito devido à pressão eficaz de toda a equipa. Tudo mudou no segundo tempo e esta mesma organização acabou por ruir, com a equipa a mostrar-se menos capaz no plano defensivo e a permitir uma reviravolta que não se antevia.

 

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Ricardo Ribeiro (6)
Jorge Silva (5)
Maracás (5)
Marcelo (6)
Oleg (5)
Luiz Carlos (6)
Diaby (6)
Pedrinho (5)
Adriano Castanheira (5)
Denilson Jr. (5)
Hélder Ferreira (6)

SUBS UTILIZADOS

Marco Baixinho (5)
Uilton (4)
Douglas Tanque (3)

ANÁLISE TÁTICA – VITÓRIA SC

No 4-3-3 preferencial, Pêpê era o médio mais recuado e juntava-se aos centrais na primeira linha de construção, com os laterais Sacko e Florent a subirem no terreno. André André e Poha completavam o meio campo, com o francês a sair desinspirado ao intervalo, tal como Ouattara, que desperdiçou a oportunidade como titular. Davidson e Bruno Duarte eram os restantes homens da frente, ao qual se juntou Edwards na segunda metade e que ajudou a desequilibrar. Contudo, a melhor cartada foi João Carlos Teixeira que decidiu o jogo com dois golos. Estas duas alterações mexeram com a partida, assim como a postura mais pressionante e intensa trazida do balneário.

 

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Douglas (6)
Sacko (6)
Pedro Henrique (6)
Frederico Venâncio (6)
Florent (5)
Pêpê (6)
André André (6)
Poha (4)
Ouattara (3)
Bruno Duarte (5)
Davidson (6)

SUBS UTILIZADOS

Marcus Edwards (6)
João Carlos Teixeira (7)
Lucas Evangelista (-)

 

Comentários