Anterior1 de 3Próximo

O SL Benfica venceu esta noite o FC Paços de Ferreira, no Estádio Capital do Móvel, por três bolas a uma. A formação pacense entrou praticamente a vencer no encontro, mas os encarnados carimbaram a reviravolta com três golos nos vinte minutos finais, somando agora 59 pontos e descolando, à condição, do Sporting CP no segundo lugar.

Os encarnados foram os primeiros dos três candidatos ao título a entrar em campo nesta jornada 24. Pela frente, um FC Paços de Ferreira a tentar fugir dos lugares de despromoção, com 21 pontos somados. E, com o foco em conquistar pontos, foram mesmo os pacenses os primeiros a chegar com perigo à baliza adversária. Logo no primeiro minuto de jogo Bruno Santos apareceu na frente com um cruzamento que acabou por dar o primeiro canto da partida. Aos nove mintuos, chegou o golo. O lance foi desenhado por Xavier no lado direito do ataque, que cruzou rasteiro para Luiz Phellype assinar o 1×0. O avançado não deixou hipóteses a Bruno Varela.

Do outro lado, Rafael Defendi não era verdadeiramente incomodado, com o SL Benfica a não conseguir criar oportunidades na frente. Aos 28 minutos, na sequência de um canto batido por Cervi, Defendi tirou com uma palmada e, aos 36, concretizou nova defesa a remate de trivela de Rafa, após passe de Jonas. Pelo meio, um lance de ataque do FC Paços de Ferreira podia ter ampliado a vantagem. Rúben Micael, à entrada da área, centrou para Luiz Phellype, que não chegou à bola por muito pouco.

Com uma entrada fraca no jogo, o SL Benfica começou a crescer já nos últimos dez minutos da primeira parte. Aos 42 Jonas beneficiou da grande ocasião até ao momento. Pizzi abriu para Cervi na esquerda e o argentino cruzou para Jonas, que cabeceou par golo. Só não o foi porque apareceu Miguel Vieira, a tirar em cima da linha de baliza. Em cima do minuto 45 André Almeida apareceu na área para responder ao centro de Rafa mas viu o remate desviado por um adversário. O português pediu grande penalidade, mas Fábio Veríssimo mandou seguir. Já na compensação, novamente Miguel Vieira a travar os encarnados, desta vez a bloquear o remate de Pizzi.

Os encarnados despertaram para o jogo nos últimos dez minutos da primeira parte, já em desvantagem na partida
Fonte: Bola na Rede

Em desvantagem no encontro, resultado que nada interessava, a formação às ordens de Rui Vitória entrou melhor para o segundo tempo e podia ter chegado à igualdade logo aos 47 minutos. Rafa rematou forte, com a bola a sobrar para a emenda de Jonas, mas o brasileiro viu Defendi resolver o lance. Ao minuto 57, foi a vez de Rúben Micael tentar surpreender Bruno Varela, com um remate de fora de área que passou a rasar a trave.

Do lado do SL Benfica, a primeira substituição chegou em cima dos 60 minutos, com Rui Vitória a tirar Zivkovic para fazer entrar Jiménez. O mexicano entrou e asssitiu logo Rafa na frente, que caiu na área e deixou equipa e adeptos a reclamar novamente grande penalidade. Mais uma vez, o árbitro mandou jogar.

A pressionar no ataque, claramente em buscar da igualdade, o SL Benfica ia obrigando a defesa pacense a intervir. Aos 67 minutos Rafa aproveitou o alívio de Defendi e rematou para o corte da defesa da casa. No minuto seguinte, mão na bola na área do FC Paços de Ferreira. No seguimento do cruzamento de Rafa, reclamou-se mão na bola de Quiñones, no entanto Fábio Veríssimo considerou o toque involuntário e não assinalou grande penalidade.

O golo do empate encarnado surgiu aos 72 minutos, por intermédio de Jonas. Numa jogada de insistência, Jiménez rematou contra o brasileiro e, à segunda, Jonas, já na pequena área, fez o 1×1. Instalado no meio campo adversário, o SL Benfica pressionava em busca do segundo. Ainda assim, Defendi atento ia travando as investidas. Aos 88 minutos, surgiu novamente Jonas para bisar na partida e dar a vantagem à equipa da Luz. Seferovic recebeu na direita e cruzou para Jonas, que finalizou para o 1×2.

Já dentro dos sete minutos de compensação, tempo para o terceiro do SL Benfica. Rafa entrou na área após passe de Jimenez e rematou cruzado para o fundo da baliza, fechando o resultado em 1×3.

Os encarnados garantiram assim a conquista dos três pontos, passando a pressão para os rivais na luta pelo título, que apenas entram em campo amanhã, no caso do FC Porto, e segunda-feira, no caso do Sporting CP. Já o FC Paços de Ferreira soma a quarta derrota consecutiva e pode cair ainda esta jornada para a zona de despromoção.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários