Anterior1 de 3Próximo

Esta sexta-feira, FC Alverca foi palco do duelo entre os atuais segundo e terceiro classificados da série D do Campeonato de Portugal. A equipa da casa recebeu o Real SC naquela que era uma batalha pelo segundo lugar na tabela classificativa, sendo que em caso de vitória a equipa de Massamá ultrapassava o Alverca.

A bancada fez-se sentir pela primeira vez à passagem do minuto 5 quando um lance dentro da área do Real SC motivou bastantes protestos. Aos 8’ surgiu a primeira grande oportunidade pelos pés de Flávio Castro, que depois de uma abertura no flanco esquerdo domina a bola e com um grande pormenor tira o defesa do caminho. Já se gritava golo nas bancadas do Complexo Desportivo de Alverca quando a defesa do Real SC corta a bola em cima da linha de golo.

Passados 10 minutos, o perigo voltou a rondar a baliza de David Grilo, na sequência de um canto desviado ao primeiro poste, André Duarte aparece junto ao segundo e com um forte cabeceamento acerta no ferro. Jogava-se o minuto 32’ quando, e contra a corrente, surge o golo do Real SC. Na cobrança de um livre a cerca de 30m da baliza, Tiago Morgado com um remate potente enviou a bola ao ângulo superior direito da baliza de Miguel Lázaro, não dando qualquer hipótese de defesa ao guarda-redes do FC Alverca. Já em cima do intervalo, o Real SC ampliou a vantagem depois de uma grande combinação entre Ruizinho e San Martín, que já dentro da área “fuzilou” Miguel Lázaro.

A equipa da casa recolheu ao balneário com um desvantagem de 2-0, o que não espelha de todo o que foram os primeiros 45 minutos. Ao contrário do que mostra o resultado, foi a equipa liderada por Vasco Matos quem criou mais oportunidades e controlou a posse de bola, no entanto a eficácia da equipa forasteira falou mais alto e acabou por prevalecer. Numa altura em que se fala muito de anti-jogo, importa destacar ainda o excelente ritmo protagonizado pelas duas equipas durante toda a primeira parte. Duas formações que tentaram implementar o seu jogo sem nunca abdicar do futebol positivo, de fazer inveja a muitos jogos de divisões superiores.

Ao intervalo o resultado já era de 0-2
Fonte: Real SC

Nos segundos 45 minutos o apoio vindo das bancadas intensificou-se, mas nem isso foi suficiente para a recuperação da equipa ribatejana. Num segundo tempo, onde a qualidade de jogo baixou significativamente, a maior percentagem de posse de bola continuou a pertencer à equipa de Vasco Matos, no entanto os ribatejanos nunca foram capazes de materializa-la em verdadeiras oportunidades de golo, o que contrastou com as perigosas transições rápidas da equipa de Massamá. Na retina, ficam as grandes defesas protagonizadas por Miguel Lázaro durante toda a segunda metade que evitaram um resultado mais avolumado. A precisar de reverter o resultado, a principal figura na segunda metade foram os adeptos presentes na bancada que mesmo vendo a sua equipa em desvantagem não baixaram os braços.

Depois desta derrota, o Alverca cai para o terceiro lugar da tabela classificativa por troca com o vencedor da partida desta noite.

 

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES:

FC Alverca – Miguel Lázaro, Filipe Godinho, Ronaldo, André Duarte, Jorge Bernardo, Luan, Rafa (C), Alex, Flávio Castro, Andrezinho, Erick Mendes.

Real SC –David Grilo, Sandro Silva Ballack, Tiago Morgado, João Ventura, Paulinho (C), Daniel Almeida, David Augusto, Ruizinho, San Martín, Felipe Ryan.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários