5.

Vitória FC x SL Benfica (2004/2005) – Corria a longínqua época de 2004/2005; o Benfica de Giovanni Trapattoni voltava a conquistar o título de Campeão Nacional depois de uma década de desilusões e tinha naquela tarde no Jamor, a oportunidade de fazer a dobradinha, tendo para isso de derrotar um Vitória FC poderoso, com jogadores sonantes como Jorginho ou Meyong.

Muito dificilmente o jogo poderia ter começado melhor para os encarnados, com Simão Sabrosa a colocar a equipa em vantagem logo aos quatro minutos de grande penalidade. Os adeptos do Benfica rejubilavam com a possibilidade de juntarem mais uma Taça de Portugal ao museu num ano tão marcante. Mas nunca se deve deitar foguetes antes da festa. O Vitória arregaçou as mangas e foi à procura do empate; aos 26’, após uma bela jogada colectiva abrilhantada pelos pezinhos de lá de Jorginho, a bola sobrou para Manuel José que não se fez rogado, atirou do canto direito da área, a bola desviou em Ricardo Rocha e enganou Moreira.

Estava feito o empate no Jamor. A partir daí o Vitória FC carregou, mas o Benfica foi aguentando e sacudindo a pressão, terminando a primeira parte a tentar o voltar à vantagem. Na segunda-parte, mais do mesmo, com o metro quadrado a pagar-se caro e com ambas as equipas a procurarem mais a meia-distância e o cruzabol. Até que aos 72’, Moreira não segurou um remate de longe e na recarga, Meyong não tremeu e colocou os sadinos a vencer por 2-1, resultado que não se viria a alterar até ao final. Um jogo cheio de raça dos de Setúbal permitiu-lhes derrotar o campeão nacional; assim, ainda deve ter sabido melhor.

Anúncio Publicitário