Anterior1 de 3Próximo

O desafio entre FK Ventspils e Vitória SC teve lugar em Riga, capital da Letónia, onde foi cumprida a primeira mão da terceira eliminatória da pré-elimanatória de acesso à fase de grupos da Liga Europa. O favoritismo apontava em todos os sentidos para a equipa portuguesa, devido a inúmeros fatores sendo o principal a qualidade superior do Vitória SC.

À semelhança dos jogos anteriores, o técnico Ivo Vieira tem rodado quase todos os setores, devido à razão da existência de jogos de 3 em 3 dias, apenas não rodando Al Musrati e o trio do ataque essencialmente por lesões e, principalmente, por falta de soluções no ataque.

A primeira ameaça de golo pertence à equipa da Letónia, aos 10 minutos de jogo, proveniente de uma falta assinalada por Tapsoba, mas Miguel Silva controla a bola sem representar qualquer preocupação para a equipa vitoriana. Por parte da equipa vimaranense iam sendo feitas ameaças à baliza adversárias mas estas não representavam grande perigo para efetuar o golo, e que era tão desejado. Aos 17 minutos de jogo, o belíssimo cruzamento de Rochinha posiciona Guedes naquele que foi a maior oportunidade de golo, no entanto, a bola vai contra a trave, negando o golo à equipa de Ivo Vieira.

É no fim da primeira meia hora de jogo que surge o tão esperado golo que coloca a formação vitoriana em superioridade numérica no marcador, proveniente de um livre lateral direito cobrado de forma belissíma por Rochinha e é Davidson que cabeceia e se estreia a marcar o seu primeiro golo oficial da temporada.  Ao intervalo o resultado fazia correspondência ao favoritismo, com o Vitória à frente por 1 bola a 0.

O jogo ia para intervalo com a vantagem mínima para o Vitória SC
Fonte: FK Ventspils

Apenas aos 5 minutos da segunda parte, Pêpê Rodrigues com um remate bom e forte faz justiça aquela que é a superioridade do Vitória SC até ao momento, aumentando a vantagem no marcador para 2 golos a 0. Aos 51 minutos, surge a oportunidade para a equipa de FC Ventspils por parte de Villela, mas a bola vai de encontro à trave, embora o perigo fosse eminente.

O resultado começou a fazer estragos tanto a nível físico como a nível psicológico na equipa do Ventspils demonstrando isso em campo, relevando mais uma vez a superioridade do Vitória que dominava claramente o jogo.

O terceiro golo provêm de João Carlos Teixeira, um jogador criativo, acabado de entrar para substituir Guedes, tenta logo marcar mas acaba por aparecer Joseph atrás e ser este a finalizar o golo aos 80 minutos de jogo na Letónia.

O Vitória SC volta para Guimarães com missão cumprida, mas embora seja uma posição confortável para abandonar esta pré-eliminatória nada é impossível, principalmente, no que diz respeito ao futebol. De salientar, o apoio incondicional de ambas as equipas que apesar da distância – uns mais, outros menos – se fizeram ouvir e demonstraram amor incondicional para com os seus clubes.

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES:

FK Ventspils: Kudrjacevs, Alcénat, Villela, Karacoks, Serhiichuk (53′, Ulimbasevs), Tosin, Mchedlishvili (73′, Tãlbergs), Svarups, Mamah, Batista, Palavandishvili.

Vitória SC: Miguel Silva, Pedro Henrique, Florent, Tapsoba, Al Musrati, Rochinha (74′, André Almeida), Pêpê Rodrigues, Davidson (85′, Lucas Soares), Guedes (79′, João Carlos Teixeira), Sacko, Joseph.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários