Cabeçalho Futebol NacionalUm é capitão em praticamente todos os clubes onde joga e os outros dois já foram considerados, em tempos, grandes promessas leoninas. Três carreiras distintas e três jogadores que estão de regresso ao seu país e ao principal escalão nacional depois de vários anos lá fora.

O primeiro é o “Capitão Tarzan”. Depois de ganhar uma Liga dos Campeões, uma Liga Europa, quatro campeonatos portugueses e um alemão, entre muitos outros títulos, Ricardo Costa está finalmente de regresso a Portugal. O central fez a formação no Boavista e deu nas vistas nos seniores do FC Porto, onde se manteve várias épocas. A saída para o estrangeiro aconteceu em 2007 para o Wolfsburg e por lá continuou durante 10 anos, passando por clubes como Lille, Valencia, PAOK, Granada, Luzern e até uma pequena aventura no Al-Sailiya do Qatar.

Fonte: CD Tondela
Fonte: CD Tondela

Esteve presente em três Mundiais e um Europeu, conta com 22 internacionalizações A e, aos 36 anos, vai procurar ajudar o Tondela do seu amigo e ex-companheiro nas seleções jovens Pepa a garantir a manutenção. O atual capitão dos beirões afirmou recentemente na ReporTV que mantém a esperança e o sonho de atingir as 25 internacionalizações, para já, vai certamente dar outra estabilidade à defesa do seu clube e qualidade ao nosso campeonato.

Anúncio Publicitário

O segundo regresso é o de Yannick Djaló. Outrora uma das grandes promessas do futebol nacional, acabou por nunca confirmar o seu potencial. Conseguiu algumas épocas interessantes de leão ao peito, mas a transferência falhada para o Nice em 2011 foi o início do declínio da sua carreira. Esteve meia temporada sem jogar, até que surgiu o SL Benfica, só que quando parecia que tinha tudo para relançar a carreira, acabou por praticamente não jogar e passar a maior parte do contrato emprestado clubes de ligas secundárias. No último ano jogou pelo Ratchaburi, da Tailândia, um clube muito aquém daquilo que se previa para o futuro de Djaló, que chegou mesmo a estrear-se pela seleção A num mítico empate a 4 contra Chipre.

Fonte: Vitória FC
Fonte: Vitória FC

Yannick volta ao nosso campeonato com 31 anos e vai procurar ajudar o Vitória de Setúbal a atingir os seus objetivos. O seu estado físico é uma incógnita, mas se mantiver a velocidade e técnica que lhe eram características e conseguir aumentar o seu nível competitivo, talvez possa realizar uma temporada interessante.