Depois da segunda eliminatória da Taça onde caíram várias equipas da Segunda Liga aos pés de equipas de escalões secundários, desta vez houve uma equipa do Campeonato de Portugal que eliminou o recém-chegado à Primeira Liga CD Nacional. É caso para dizer que houve festa (da rija) em Viseu – é que o Lusitano Futebol Clube, ou Lusitano de Vildemoinhos, equipa com valia mas com fraca expressão nacional, conseguiu eliminar a equipa madeirense orientada por Costinha, tornando-se numa das poucas surpresas da última ronda da Taça.

Desde 2013 que o Lusitano Futebol Clube vem sendo presença habitual no Campeonato de Portugal. As boas campanhas tem-se sucedido e na temporada passada deu até para a equipa natural do distrito de Viseu acabar num brilhante segundo lugar, logo atrás de um super União de Leiria – natural candidato à subida de divisão.

O Lusitano constitui-se como um dos projetos mais interessantes do Campeonato de Portugal. Falamos de uma equipa que com orçamentos muito limitados, ano após ano, tem conseguido apresentar resultados muito meritórios.

Nesta temporada, até aqui, o percurso da equipa treinada por Rogério Sousa não tem sido propriamente brilhante. A equipa soma quatro vitórias e o mesmo número de derrotas no Campeonato de Portugal – Série C, onde é nono classificado. Lucas Klysman, avançado brasileiro de 28 anos tem sido o marcador de serviço e apontou já sete golos em dez jogos, assumindo-se como o melhor marcador da prova.

Anúncio Publicitário
O Lusitano derrotou o CD Nacional na Taça de Portugal, mostrando ser o tomba-gigantes do momento
Fonte: CD Nacional

Tal como no Campeonato, o percurso na Taça de Portugal mostra uma equipa algo irregular. A primeira eliminatória ditou um Beira-Mar – Lusitano, encontro que acabou com uma vitória expressiva por 4-2 para os de Aveiro, o que constitui uma surpresa. Apesar disso, e com o sistema de repescagem, a equipa voltou a entrar em prova e venceu o jogo seguinte, na sequência de grandes penalidades, contra o Oliveira do Hospital.

Quando poucos acreditavam num bom resultado perante o CD Nacional, equipa que passa por uma fase menos fulgurante da época, eis que surgiu nova surpresa. O Lusitano com uma excelente exibição conseguiu levar de vencida a turma de Costinha nas grandes penalidades e mostrou que está aí para as curvas.

No passado fim de semana assistiu-se a uma equipa aguerrida, forte ofensivamente e com muita capacidade de choque. Este Lusitano, apesar de estar inserido num grupo forte com equipas com outros recursos como o Gondomar SC ou o SC Espinho, tem tudo para lutar, taco a taco, até ao final, pelos primeiros lugares da prova. Quando esta equipa der um pontapé no marasmo da irregularidade pode ser que surja aqui outra surpresa.

Para já, há que dar mérito a uma equipa que com muito pouco conseguiu eliminar um CD Nacional que tinha obrigação de fazer mais e melhor e que confirmou a ideia de que há realmente muita qualidade nos escalões inferiores do futebol português.

 

Foto de Capa: Bola na Rede