Anterior1 de 4Próximo

O Moreirense recebeu a venceu o FC Paços de Ferreira por 2-0, em jogo a contar para a 25ª jornada. Os cônegos conquistaram os três pontos que lhes permitiram deixar a lanterna vermelha do campeonato, ultrapassando o adversário na classificação e somando agora 22 pontos. Os pacenses continuam a série de resultados negativos, registando a quinta derrota consecutiva.

Os Cónegos apresentaram-se com 3 alterações no onze, todas por opção técnica: saíram Iago, Boubacar e Arsénio; entraram Sagna, Alfa Semedo e Edno. Do lado da equipa da capital do móvel, foram duas as alterações: na baliza Mário Felgueiras substitui Rafael Defendi e Marco Baixinho entra para substituir o castigado Gian.

Chovia intensamente Estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas quando Vasco Santos apitou para o início da partida. Defrontavam-se duas equipas numa má fase: o FC Paços de Ferreira vindo de quatro derrotas seguidas, o Moreirense FC vinha de três desaires. Separadas por dois pontos, este era um jogo que valia seis pontos entre duas equipas que procuram fugir à zona de despromoção.

O arranque revelou um jogo nem sempre bem disputado mas dividido, sem dono, imprevisível. No entanto, as verdadeiras oportunidades de golo iam pertencendo ao Moreirense FC:

Ao minuto 9 Abarhoun, depois de livre batido por Tozé, podia ter feito a emenda. Ao minuto 19 um passe de qualidade de Tozé procurava Rúben Lima mas o lateral não conseguiu dar resposta ao pormenor delicioso do médio emprestado pelo Vitória SC.

Aos minutos 25 e 27 Edno tinha a obrigação de fazer melhor. Da primeira vez, com Mário Felgueiras já batido, depois de grande confusão na área pacense, a bola sobrou para o avançado brasileiro, que não conseguiu abrir o marcador. No minuto 27, depois de um grande cruzamento, Edno ficou a centímetros de cabecear a bola para o fundo das redes dos visitantes.

Meia-hora de jogo passada e o FC Paços de Ferreira consegue finalmente produzir algo de realce. Um remate forte de Pedrinho, a cerca de 30 metros da balizade Jhonatan, tinha cheiro a golo. Para alívio do Moreirense FC, o remate foi desviado para fora.

A partir desse remate, o jogo passou a pertencer à equipa da casa. Com mais insistência que qualidade, o Moreirense FC acabou por chegar justamente ao golo ao minuto 41. Em resposta a um canto batido por Tozé, Alfa Semedo saltou mais alto que todos os outros e bateu Mário Felgueiras. Chegava assim o jogo ao intervalo. 1-0 para os Cónegos.

A segunda parte começou com oportunidade para o Moreirense FC ampliar a vantagem

Com a chuva a parecer querer dar tréguas, o regresso para a segunda metade trouxe novamente o Moreirense FC em busca do golo. Logo ao minuto 46 Mario Felgueiras foi chamado a intervir, com dois remates perigosos, o último deles de Bilel, a ameaçarem as suas redes. Ainda antes dos 50, nova oportunidade para os cônegos aumentarem a vantagem, com Tozé a desmarcar Zizo na direita, que rematou para nova defesa do guarda redes pacense.

Do outro lado, o FC Paços de Ferreira continuava a não ser capaz de criar situações de verdadeiro perigo na frente, capazes de incomodar Jhonatan. Apenas à passagem do minuto 63 beneficiou de um cruzamento perigoso, mas Abarhoun apareceu para o corte e afastou o perigo. Três minutos depois, foi a vez de Pedrinho rematar forte à entrada da área, com a bola a sair a rasar o poste.

Embalados pela possibilidade de chegar ao empate, os pacenses foram crescendo na partida. Ainda assim, viram o Moreirense FC marcar a um quarto de hora do fim, por intermédio do recém entrado Boubacar. O golo, no entanto, foi prontamente anulado por Vasco Santos, por falta sobre Mário Felgueiras. Aos 87 minutos os cônegos voltaram a desenhar um lance de ataque perigoso, com a Arsénio a perder demasiado tempo na decisão e a falhar depois no cruzamento. Já em período de compensação, Alfa Semedo testou a atençao do guarda redes do Paços de Ferreira, com um remate forte à entrada da entrada.

Para tirar qualquer dúvida, Bilel, com um remate cruzado, bateu Mário Felgueiras e fixou o resultado final em 2-0. O Moreirense FC conseguiu assim garantir a fuga ao último lugar, ascendendo à 15.ª posição. Quanto ao FC Paços de Ferreira, partilha agora o penúltimo lugar com CD Aves e Vitória FC, aumentado para cinco a série de derrotas consecutivas.

Anterior1 de 4Próximo

Comentários