É verdade que o Campeonato ainda vai a meio, ou melhor, a competição propriamente dita ainda está lá longe, mas não é menos verdade que o pessoal já anda cheio de saudades de ver a redondinha a rolar pelos campos deste país.  Ainda assim, e com a pré-época agora a começar, gostaria de fazer um mini balanço do nosso mercado até ao momento.

Assim sendo, vou falar-vos de um clube que me parece estar a comprar bem, ou melhor, muito bem. Alguma experiência, conjugada com muita juventude que ainda assim tem já experiência lá fora, e que pode ser determinante. Pois bem: e o campeão das aquisições do mês de Junho é… o FC Famalicão.

Começando pela defesa, Lionn é o garante de experiência. Com mais de 170 jogos na Primeira Liga, promete agarrar o lado direito da defensiva famalicense, e ser uma aposta segura para aquele corredor.

Alex Centelles, 19 anos, é um desconhecido. No entanto, é visto pelo Valência como um jogador de grande qualidade, e os 100 milhões de cláusula de rescisão provam-no. O vice-campeão europeu sub-17 chega da equipa B  espanhola, pronto a provar que os valencianos não estão enganados.

Cafú Pethe e Guga Rodrigues são dois nomes menos sonantes, mas vêem reforçar o meio campo da equipa, e prometem ser agradáveis surpresas. O primeiro vindo de Guimarães, o segundo formado no SL Benfica, procurando provar o valor que há alguns tempos “enchiam de água na boca” os demais.

Gustavo Assunção, filho de Paulo Assunção, vem directamente de Madrid, e aos 19 anos espera-se que o internacional jovem canarinho possa estar, pelo menos num futuro próximo, ao nível do pai.

Diogo Gonçalves será, porventura, a mais sonante das aquisições. Ainda ligado ao Benfica, Diogo Gonçalves vem directamente da Segunda Liga Inglesa. O internacional jovem português poderá ser o grande maestro do meio campo do Famalicão e finalmente demonstrar tudo aquilo que o futuro ainda tem de bom para ele. Para Bruno Lage ver?

Fábio Martins tem neste ano o ano “H” para demonstrar toda a sua qualidade
Fonte: FC Famalicão

Rúben Lameiras , formado no Tottenham, com experiências na Bélgica e nos escalões secundários do futebol inglês, promete vir acrescentar qualidade, irreverência e também já alguma experiência às alas ofensivas do Famalicão.

Ofori, mesmo que desconhecido da maioria, poderá vir a ser uma das surpresas do Campeonato. Proveniente do Leixões FC, haveria de dar o salto para o CD Feirense em Janeiro deste ano, não tendo, na realidade, tido uma meia época muito proveitosa. Ainda assim, o jogador de 20 anos que chegou a ser falado para o SL Benfica, poderá surpreender os mais desatentos e demonstrar o seu virtuosismo e qualidade.

Por fim, Fábio Martins. O menino de cabeleira farta tem fartura de qualidade também naqueles pés. Não vingou em Braga, quando tudo o fazia prever. Assim ruma a Famalicão onde prevejo, finalmente, a confirmação de um jogador que tem (quase) tudo para vincar em definitivo no nosso futebol. Antevejo-o como uma das grandes figuras de um plantel que com certeza está a fazer crescer água na boca aos adeptos de uma equipa que acabou de subir este ano, mas que parece não se contentar com um Campeonato sofrível pela manutenção.

Com estes reforços já nas cabines e mais uma ou outra entrada, prevejo um Famalicão a jogar um futebol com criatividade, virtuosismo, e irreverência própria da juventude de quase todas estas aquisições, podendo o clube nortenho vir a ser, quiçá, a maior das surpresas do Campeonato 2019/2020. Resta saber se o seu “desconhecido” treinador terá aos “mãozinhas” necessárias para mostrar todo o seu talento que é, para quase todos nós, uma grande incógnita.

Foto de Capa: FC Famalicão

 

Comentários