Quem é?

Manuel José de Jesus Silva, natural de Vila Real de Santo António, nascido a 9 de abril de 1946.  Manuel José entra no mundo do futebol depois de participar num torneio de futebol infantil do Algarve onde chamou à atenção dos olheiros do Benfica que ali presentes imediatamente o sinalizaram. Manuel José muda-se então do Algarve para a zona de Lisboa onde primeiramente entre na equipa de juniores do Benfica e mais tarde na equipa de reservas do clube da Luz.

Sem espaço para entrar na equipa principal do Benfica seguiram-se empréstimos sucessivos ao Sporting da Covilhã, cidade onde conheceu a sua atual mulher, Varzim e Belenenses. Finalmente integra a equipa principal do Benfica na época 1968/1969 onde se sagra campeão nacional após ter feito um jogo, seu único titulo como jogador de futebol. Manuel José, médio centro alto e elegante, tinha uma técnica reconhecida na altura no futebol português, mas nunca conseguiu voos maiores para além de clubes como o União Tomar, Farense, Beira-Mar e Sporting de Espinho.

Inicia a sua experiência de treinador na época 1978/1979 quando recebe o convite do Sporting de Espinho para acumular funções de jogador com treinador, o Sporting de Espinho tinha então descido de divisão para a Segunda Liga. Manuel José aceita e dá inicio a uma carreira onde iria dar mais que falar como treinador do que deu como jogador. Rapidamente deu nas vistas no banco, logo na primeira época como treinador leva de volta o Sporting de Espinho à primeira divisão depois de um segundo lugar conquistado atrás do Portimonense na Segunda Liga.

Manuel José abandonava então definitivamente a sua carreira como jogador para se dedicar unicamente à carreira de treinador, agora na Primeira Liga e com a sempre dura tarefa de manter um recém-promovido. Manuel José não só conseguiu isso como o fez com grande destaque ao ficar num honroso sétimo lugar na sua primeira época como treinador na Primeira Liga.

Anúncio Publicitário

Depois de dar nas vistas em Espinho, Manuel José subiu um degrau e juntou-se ao Vitória Sport Club, clube levou ás competições europeias na sua estadia em Guimarães. Depois de uma época em Guimarães seguiu-se o Portimonense, clube da sua região, Algarve, e que brilhantemente também chegou ás competições europeias com o seu comando. Depois de colecionar excelentes trabalhos sucessivos chegava finalmente a oportunidade de uma carreira, o convite do Sporting Clube de Portugal.

Manuel José chegava a um Sporting turbulento e com vários treinadores a passarem no seu lugar anteriormente, o lugar do jovem treinador português parecia então tudo menos seguro, caso os resultados imediatos não aparecessem. A verdade é que Manuel José conseguiu lutar pelo titulo do campeonato até bem perto final, com um Manuel Fernandes em grande destaque na sua equipa, perdendo esse campeonato para o FC Porto de Artur Jorge, mas o bom futebol apresentado pelo Sporting ao longo da época valeram-lhe o voto de confiança para mais uma época. Na época seguinte Manuel José seria despedido, mas algo o marcaria para o resto da sua carreira era ele o homem no banco do Sporting quando o clube de Alvalade venceu de forma categórica o seu rival, Benfica, por 7-1.

Fonte: Scott Nelson

Manuel José ainda voltaria ao Sporting na época 1988/1989, mas sairia da mesma maneira como entrou, sem títulos e sem brilho. O treinador português seguiu a sua carreira num outro grande clube português, o Boavista FC onde esteve cinco épocas antes de abraçar um convite do Marítimo que se revelou uma passagem bem curta depois da oferta irrecusável que aparecia vinda de um dos grandes do futebol português, o Benfica. A verdade é que o clube da Luz vivia uma das maiores crises diretivas da sua história, sendo mesmo apelidado de cemitério de Luz, e Manuel José não teve condições para demonstrar trabalho sendo mais um dos que acabariam por sair da Luz sem glória nesta altura.

Seguiu-se uma passagem pelo União de Leiria antes de abraçar o primeiro desafio no estrangeiro num clube e num país que o marcariam para sempre, falo claro do Al-Ahly do Egipto. Manuel José encontrava finalmente o seu “nicho” de vitórias e fez a sua história pessoal por lá.

Uma das grandes frustrações de carreira de Manuel José será, podemos dizer, o falhanço que foi a sua passagem pelo comando de Angola. Tendo em mãos um desafio enorme, o de ganhar a CAN 2010, que se realizava precisamente em Angola, a seleção nacional Angola não foi além dos quartos-final.

Em Portugal podemos dizer que o treinador português não foi dos mais consagrados, longe disso, mas quem viveu o futebol português de perto nos anos 80 e 90 certamente que terá muitas coisas a dizer sobre Manuel José pois foi mais um dos muitos homens que elevaram o nosso futebol principalmente em clubes pequenos.

Fonte: A semana

Onde está?

Manuel José retirou-se do futebol enquanto treinador depois da sua passagem pelo Irão, no Persepolis FC, em 2012/2013. Desde então o treinador português já fez saber que está empenhado em passar mais tempo com a sua família depois do tempo todo “desperdiçado” por causa desta paixão que é o futebol. No entanto, Manuel José não se coibiu de continuar presente no dia-a-dia do futebol português e é neste momento comentador residente do programa televisivo “Grande Área” da RTP 3.

O que ganhou?

Como foi assinalado anteriormente, Manuel José conquistou grande parte do seu palmarés em África, mais concretamente no Egipto. Em Portugal, o treinador português conquistou uma Segunda Divisão- Zona Norte pelo Sporting de Espinho em 1978/1979, uma Taça de Portugal e Supertaça pelo Boavista FC em 1991/1992 e 1992/1993 respetivamente.

Em África, Manuel José foi seguramente um dos treinadores mais bem-sucedidos senão o mais bem-sucedido de sempre com um palmarés de gabarito. Seis Ligas do Egipto, duas taças do Egipto, quatro supertaças do Egipto, quatro Ligas dos Campeões Africanos e quatro Supertaças Africanas.

Manuel José é um autêntico Deus do futebol para os egípcios e percebe-se bem o porquê.

E o futuro?

O futuro parece não trazer mais surpresas para a longa e vasta carreira de Manuel José, que está decidido nesta altura da sua vida em passar mais tempo com a sua neta e família, já revelou ter recusado convites, principalmente de África. Para já, Manuel José continua a fazer questão de manter o contacto com o desporto indo regularmente ao ginásio e fazendo comentário desportivo para a RTP.

 

Foto de Capa: Junko Kimura

Comentários