No passado mercado de inverno, em Janeiro deste ano, os clubes portugueses movimentaram-se bastante e, maioritariamente, procederam ao “consumo interno”. Por exemplo, o clube que mais mexidas fez no seu plantel foi o CF “Os Belenenses”. Entre entradas e saídas, movimentou 15 atletas. Em sentido contrário, as equipas que menos alterações fizeram aos seus plantéis foram o Vitória FC, o Rio Ave FC e o FC Porto; entre entradas e saídas, cada uma transferiu seis atletas.

CS Marítimo e CF «Os Belenenses» foram os clubes que mais jogadores receberam neste mercado de janeiro; admitiram oito atletas nos seus plantéis. Por outro lado, FC Porto e Vitória FC transferiram apenas dois jogadores e foram, então, as equipas que menos caras novas receberam. O SC Braga foi o clube com mais saídas; entre empréstimos efetuados, empréstimos ao seu clube terminados e vendas, abandonaram o clube minhoto nove atletas. Em posição contrária, o Paços de Ferreira FC deixou sair apenas dois jogadores.

Tiquinho Soares reforçou o FC Porto e provocou efeitos imediatos Fonte: Site oficial FC Porto
Tiquinho Soares reforçou o FC Porto e provocou efeitos imediatos
Fonte: Site oficial FC Porto

Muitos jogadores abandonaram um emblema e ingressaram num competidor direto; é desta forma que a maior parte dos clubes portugueses procede em Janeiro. Reforçam o seu plantel para o ataque às posições europeias, à manutenção ou até mesmo ao título com os atletas mais vistosos das equipas do mesmo campeonato. Foi assim com o FC Porto, quando transferiu Soares, ou com o Sporting CP, quando fez regressar Daniel Podence, Francisco Geraldes, João Palhinha, Ryan Gauld e André Geraldes.

Os nomes não são sonantes nem promessas globais, mas jogo após jogo constroem a sua reputação. Chegando a Janeiro, dá-se a “dança das cadeiras” e caras mais ou menos conhecidas experimentam novas regiões geográficas do nosso país. Podemos quase falar num micro-mercado de transferências português. Particular e “caseiro”, este mercado é capaz de proezas como movimentar jogadores duas ou três vezes na mesma época… Estranho é, de certeza, mas é também muito desejado pelos adeptos. Muitos esperam ver sair dele a salvação da sua época ou o reforço “estrela” para o seu clube do coração.

Foto de capa: Site oficial GD Estoril Praia

Anúncio Publicitário