Quinze anos depois e faz-se história. O CD Santa Clara sobe ao primeiro escalão do futebol português. Quinze anos depois, um clube dos Açores volta a marcar presença entre os maiores do nosso futebol. Uma onda de apoio ao clube faz-se sentir e os números começam a subir. Governo dos Açores, adeptos e administradores do clube lideram a luta de elevação do nome ‘Santa Clara’ pelo mundo.

Os adeptos não perderam tempo e fizeram-se sócios. O governo dos Açores impulsionou o projeto com uma ajuda de um milhão de euros e as assistências no seu estádio são bem razoáveis quando comparadas com a realidade dos clubes de menor dimensão em Portugal.

O CD Santa Clara confirma a ideia de que o futebol, de facto, une pessoas. Os açorianos estão juntos nesta luta para apoiar o clube da sua terra. Sim, aquela mesmo que fica num cantinho a oeste de Portugal Continental – os Açores. Mas esse cantinho está espalhado no coração de muitos conterrâneos que levam os Açores e o Santa Clara pelo estrangeiro fora. Até isso a direção do Santa Clara teve a inteligência de potenciar com um projeto de aproximação. O objetivo é, mais uma vez, juntar a comunidade açoriana espalhada pelo mundo para apoiar a região de que tanto se orgulham. Para isso, a direção do clube dos Açores tem feito várias deslocações à América numa tentativa de tentar cativar emigrantes.

Os açorianos estão encantados com a subida do clube da terra e, até ao verão, já houve mais 300 novos associados
Fonte: CD Santa Clara

Fora de campo, a tarefa está a ser cumprida. Dentro também, mas na medida das suas capacidades. O Santa Clara é um conjunto bem organizado e que cria dificuldades à equipa adversária, dificultando bastante o processo de criação de espaços na sua última linha. A equipa de João Henriques tem presenteado os seus adeptos com um futebol atrativo e com a raça dos seus jogadores que não têm mostrado medo de atacar. O clube dos Açores até já deu um ar da sua graça ao vencer o Boavista por 4-2 no seguimento de uma excelente exibição. E a sua primeira derrota foi apenas à quinta jornada, por 1-3, frente ao Rio Ave, onde o clube, apesar de vencido, se bateu bastante bem.

Anúncio Publicitário

Até certa altura, houve quem chamasse ao clube dos Açores os campeões da eficácia. Os açorianos tinham a melhor média de golos por remate, ou seja, eram a equipa com mais eficácia a cada remate dos seus jogadores. Os resultados não estão a ser perfeitos, mas a verdade é que as exibições estão a ser bem melhores que os primeiros.

Dentro da realidade do Santa Clara, um clube que não competia há tanto tempo na Primeira Liga portuguesa, a manutenção será o principal foco. Quanto a isto, parece que o clube está a cumprir o seu papel. Resta-nos esperar para ver.

 

Foto de Capa: CD Santa Clara