Caio Lucas era um nome desconhecido para o futebol português. Até que a imprensa o apontou como um jogador pretendido pelo SL Benfica e pelo FC Porto, sendo que o clube lisboeta acabaria por levar a melhor sobre a sua contratação. Caio Lucas será jogador do Benfica a partir da temporada 2019/2020, depois de terminar contrato com o Al-Ain FC.

Natural de São Paulo, foi no emblema tricolor que fez a sua formação, passando ainda com idade de júnior pelo América FC. Aos 20 anos, Caio Lucas acabaria por deixar o seu país e rumar ao Kashima Antlers, onde não demorou muito tempo a mostrar as suas qualidades. Ao serviço do emblema japonês, conquistou a Taça em 2015 e o Campeonato em 2016, tendo deixado o clube a meio do mesmo para rumar ao Médio Oriente. Ao serviço do Kashima Antlers, realizou 100 jogos e marcou 27 golos.

Chegado então ao Al-Ain dos Emirados Árabes Unidos, Caio Lucas voltaria a assumir-se rapidamente. Nas duas primeiras temporadas, marcou 31 golos em 83 jogos. Na temporada atual já leva 30 jogos, 14 golos e 11 assistências, tendo conquistado, ao serviço do clube de Abu Dhabi, uma Taça do Presidente e uma Taça do Golfo.

Caio Lucas procura encontrar um lugar ao sol no futebol português
Fonte: Al-Ain FC

Caio Lucas é um extremo bastante tecnicista que gosta de assumir o jogo, partindo em situações de um para um para causar desequilíbrios, sendo que tanto pode fletir para zonas interiores, como pode correr até à linha de fundo para procurar o cruzamento para a área. Também sabe combinar com os colegas de equipa, de modo a desequilibrar a defesa adversária. Sem bola, gosta de aparecer na área para procurar situações de finalização.

A sua vida no Benfica não será fácil. Caio Lucas possui caraterísticas que faltam aos extremos da equipa orientada por Bruno Lage, porém, Salvio acabou de renovar contrato e há ainda Rafa, Cervi e Zivkovic, sem esquecer os jovens que estão na calha para ser promovidos, tais como João Filipe, Chris Willock e Heriberto. Não vai haver lugar para todos. Já para não falar que não sabemos como ele se irá adaptar a uma realidade completamente diferente daquela a que está habituado.

 

Foto de Capa: Al-Ain FC

Artigo revisto por: Rita Asseiceiro

Comentários