Anterior1 de 2Próximo

Excetuando os casos das ‘super equipas’, como o Manchester City FC ou o FC Barcelona de Pep Guardiola, os casos em que os rivais estão mais enfraquecidos ou os casos em que existe um gigante que raramente adormece, como a Juventus FC ou o FC Bayern Munchen, os campeonatos são decididos por pequenas margens, como habitualmente acontece em Portugal. A diferença está, logicamente, em quem perde menos pontos.

O favoritismo atribuído em todos os jogos aos crónicos candidatos ao título parece, por si só, reservar a decisão da competição para os jogos em que estes se defrontam. No entanto, tal não corresponde a uma verdade absoluta, podendo o campeão perder os jogos frente aos rivais diretos e, ainda assim, festejar em maio.

Olhando para o tetracampeonato do SL Benfica e o mais recente título azul e branco, os últimos cinco anos, portanto, podemos observar situações deste tipo. Na época de 2013/14, o SL Benfica venceu com sete pontos de avanço sobre o Sporting CP e 13 sobre o FC Porto. Os encarnados alcançaram resultados positivos frente aos rivais (apenas uma derrota frente aos dragões e um empate frente aos leões) e deixaram 11 pontos frente aos demais clubes portugueses. Num total de 16 pontos perdidos, as águias realizaram uma prova sólida, ao contrário dos rivais; 23 pontos perdidos pelos de Alvalade e 29 pelos azuis e brancos – destaque para 23 deles terem sido frente aos ‘pequenos’.

À 21.ª jornada da última temporada, o GD Estoril Praia recebeu e surpreendeu os leões
Fonte: GD Estoril Praia

Na temporada de 2014/2015, os encarnados renovaram a conquista, desta vez com mais três pontos que os dragões e nove que os leões. Novamente com bons resultados frente aos rivais (dois empates frente aos leões e uma vitória e um empate frente aos dragões), o SL Benfica voltou a perder 11 pontos frente aos restantes clubes, somando um total de 17 pontos perdidos, mais um que na época anterior. O clube da Luz voltou, desta forma, a realizar uma época segura, apesar da constante proximidade dos dragões. Com uma derrota e um empate frente ao vencedor da prova, o FC Porto anulou-se numa partida e venceu a outra contra os leões e perdeu 13 pontos com os outros adversários, num total de 20 pontos cedidos. Por sua vez, a equipa de Alvalade perdeu 26 pontos; 17 deles contra os adversários mais ‘pequenos’.

Anterior1 de 2Próximo

Comentários