Todos bem se lembram do atribulado jogo CD Tondela-Sporting CP. Aquele jogo com mais de nove minutos de compensação, onde a equipa ari-verde conseguiu manter um empate até aos minutos finais da partida, que só foi forjado aos 99 minutos pelo central da equipa verde e branca – Sebastian Coates.

O Sporting conseguiu arrancar os três pontos a ferro e fogo da casa do seu adversário. Viu-se, a partir dos 60 minutos de jogo, obrigado a jogar com menos um jogador na sequência de um lance em que Jeremy Mathieu leva o segundo amarelo e é expulso.

O jogo foi disputado até ao último instante, com excelentes oportunidades para ambos os lados. A certa altura, a equipa do Sporting jogava mais com o coração do que propriamente com a cabeça. Do outro lado, a equipa do Tondela parecia estar a levar a melhor com um resultado que lhe era bastante favorável até aos instantes finais da partida.

O Sporting estava à procura do golo, com William Carvalho sobre a bola, até que os defesas do Tondela começam a pressionar alto e Bruno Monteiro quase que consegue tirar a bola ao trinco português. Faltou o “quase” para o médio do Tondela porque este se vê derrubado numa dura falta de William, aos 94 minutos. Bruno Monteiro ficou, na altura, muito queixoso depois desse lance.

O médio de 33 anos saiu lesionado no jogo Tondela-Sporting que acabou por ficar 1-2
Fonte: CD Tondela

No dia seguinte, Gilberto Coimbra vem mesmo falar à Comunicação Social mostrando fotos da perna do jogador que saiu do jogo lesionado. Na semana seguinte, no jogo contra o Braga, Bruno Monteiro continuou a ser utilizado pelo seu treinador Pepa.

O caso passou, tudo parecia ter sido esquecido, até que Bruno Monteiro repreende William Carvalho numa entrevista dada há poucos dias.

O jogador diz que o seu colega de profissão lhe devia ter ligado a pedir desculpas pelo sucedido e tal não aconteceu. Diz que o pedido apenas foi feito por intermédio de André Pinto que havia jogado com Bruno no CD Santa Clara.

A minha questão é: porquê agora? Bem sei que as declarações foram dadas na sequência de uma entrevista em que isso lhe foi diretamente perguntado, mas e se não tivesse sido um jogador tão mediático como o William a fazer aquela falta? Será que teria o mesmo destaque dado pela Comunicação Social? Claro que não.

Não digo que o William tenha agido bem ao não contactar o seu colega depois do que aconteceu, apenas questiono o timing e a relevância deste tema. A falta foi dura, sim, ninguém tem dúvidas disso. Mas a verdade é que logo na semana seguinte o jogador fez parte das contas do seu treinador no duelo contra o SC Braga. Ou seja, este não foi propriamente um caso em que o jogador tenha ficado parado durante meses sem poder exercer a sua função dentro de campo. Por isso é que não consigo perceber a atitude.

Foto de Capa: CD Tondela

Artigo revisto por: Rita Asseiceiro

Comentários