Anterior1 de 4Próximo

O Sporting bateu o Rio Ave em Vila do Conde por 3-1. Num grande espetáculo de futebol, a equipa de Keizer confirmou a tração à frente e superiorizou-se a um conjunto rioavista que vendeu cara a derrota.

A partida, intensa desde o apito inicial, abriu praticamente com o golo do Sporting, aos oito minutos. Recuperação dos leões pelo corredor direito, grande tabela de Bruno Fernandes com Nani e o número 8 leonino a bater Leo Jardim com um disparo de pé esquerdo.

A equipa de Keizer saiu na frente mas a resposta do Rio Ave foi praticamente imediata, com a igualdade a surgir de bola parada. João Schmidt, de muito longe, rematou de forma exemplar, com a bola a entrar junto ao poste da baliza de Renan Ribeiro.

O jogo estava vivo, com as equipas a lutarem por cada bola como se fosse a última, e aos 20 minutos o Sporting ficou perto do golo por três vezes.

Já depois de Bas Dost ter cabeceado por cima em boa posição, Bruno Fernandes pôs Leo Jardim à prova com uma bomba e Diaby, na sequência do canto, obrigou o guarda-redes da casa a uma defesa do outro mundo.

Mas, depois de várias ameaças, o Sporting acabou por marcar mesmo. Excelente cruzamento de Acuna, na esquerda, para Bas Dost cabecear certeiro, sem hipóteses para Leo Jardim.

O jogo arrefeceu e as oportunidades escassearam até à compensação, altura em que um desentendimento de Acuna e Renan Ribeiro quase deu num golo de Carlos Vinícius.

Até ao intervalo, destaque ainda para a não expulsão de Acuña, que escapou ao segundo amarelo depois de travar Galeno em falta, quando o extremo seguia em boa posição.

Diaby ficou perto do golo num cabeceamento
Fonte: Liga Portugal

A segunda parte abriu também com um golo do Sporting, mas desta vez sem contar. Grande jogada coletiva dos leoes, com Bas Dost a concretizar mais um cruzamento de Acuna, partindo, no entanto, de posição irregular.

A equipa da casa procurava o empate e quase conseguiu ao minuto 64. Livre bem trabalhado por Galeno e Jambor, cruzamento do croata e Schmidt, ao segundo poste, a falhar por duas vezes na cara de Renan Ribeiro.

Insatisfeito com o rumo da partida, Keizer lançou Jovane Cabral e o extremo apressou-se a justificar a aposta. Apenas cinco minutos depois de entrar em campo, a arma secreta leonina rematou de fora da área, em arco, com a bola a entrar mesmo no ângulo da baliza de Leo Jardim.

O Rio Ave não baixou os braços e ainda podia ter reduzido a dez minutos do fim, mas Renan brilhou ao travar o desvio de Fábio Coentrão e o resultado não se alterou.

Onzes iniciais:

Rio Ave FC: Leo Jardim, Junio (Gabielzinho, 76′), Borevkovic, Matheus Reis, Jonathan Mananga, Jambor (Bruno Moreira, 90′), João Schmidt, Fábio Coentrão (Murilo, 84′), Diego Lopes, Galeno, Vinicius

Sporting CP: Renan, Acuña (Jefferson,61′), Mathieu, Coates, Bruno Gaspar, Bruno Fernandes, Gudelj, Wendel (Bruno César,88′), Diaby (Jovane, 69′), Nani, Bas Dost.

Anterior1 de 4Próximo

Comentários