Anterior1 de 4Próximo

A segunda jornada da Primeira Liga marcou o regresso do campeonato a Vila do Conde. Num duelo rico em golos, o Rio Ave bateu o Marítimo e estreou-se a vencer esta temporada.

Para o primeiro embate caseiro do campeonato, José Gomes apostou em Bruno Moreira na frente de ataque e sentou no banco João Schmidt, titular na ronda inaugural.

Já do lado da equipa do Marítimo, Cláudio Braga fez jus à máxima e não mexeu na equipa que venceu o Santa Clara na primeira ronda.

A formação insular até entrou melhor, mas, contra a corrente do jogo, foi a equipa da casa a chegar primeiro ao golo. Nadjack projetou Gabrielzinho na direita e o avançado fez um belo cruzamento para Bruno Moreira finalizar ao segundo poste.

O golo acentuou a tendência da partida, uma vez que, a perder, o Marítimo subiu as linhas e controlou ainda mais o jogo, sempre com Danny no comando. O internacional português, qual maestro, assumiu a bola e ditava o ritmo dos ataques da sua equipa.

Já o Rio Ave, com as linhas baixas, procurava sair em contra-ataque, mas definia quase sempre mal.

Ainda assim, a equipa de Vila do Conde melhorou depois da pausa técnica motivada pelo calor e Gelson Dala, depois de um primeiro aviso, ampliou.

O jogador emprestado pelo Sporting intercetou um passe de Zainadine já no último terço e, depois de tabelar com Bruno Moreira, empurrou para o 2-0, que se manteve até ao descanso.

Gelson Dala fez o 2-0 antes do final da 1.ª parte
Fonte: Rio Ave FC

Para o segundo tempo, Cláudio Braga reforçou o miolo com Jean Cleber e deslocou Danny para o corredor esquerdo, fixando Joel Tageau no corredor central.

O capitão do Marítimo continuava a ser a figura central do futebol dos insulares e, perto dos dez minutos do segundo tempo, deixou Correa na cara do golo com um grande passe, mas o disparo do argentino bateu no poste.

José Gomes tentou proteger a zona central do terreno, trocando Tarantini por Jambor, mas não conseguiu evitar o anunciado golo dos insulares.

Numa bola colocada na área da equipa da casa, Correa ganha a frente do lance a Buatu e é travado em falta, conquistando uma grande penalidade. Na cobrança, Joel Tagueu enganou o guardião do Rio Ave e reduziu para o Marítimo.

A perder pela margem mínima os visitantes continuaram em busca do empate, mas perderam Danny que, esgotado, teve de dar o lugar a Ricardo Valente. Já do lado do Rio Ave, José Gomes refrescou o ataque ao trocar Gelson Dala e Gabrielzinho por João Schmidt e Furtado.

O avançado francês, de resto, precisou de apenas sete minutos para justificar a aposta e, já perto dos 90, assinou o golo da tranquilidade. Num lance caricato, o jogador recém-entrado rematou contra Rúben Ferreira e, numa carambola, acabou por deixar Abedzadeh pregado à relva e sentenciar a partida.

 

Onzes iniciais:

Rio Ave FC – Léo Jardim, Nadjack, Buatu, Borevkovic, Afonso Figueiredo; Leandrinho, Tarantini (Jambor), Gabrielzinho (D.Furtado), Gelson Dala (J. Schimdt), Galeno; Bruno Moreira.

CS Marítimo – Amir, Bebeto, Zainadine, Lucas Áfrico, Rúben Ferreira; Edgar Costa (Cléber), Danny (Ricardo Valente), Fabrício (Everton) , Jorge Correa; Rodrigo Pinho e Joel Tagueu.

Anterior1 de 4Próximo

Comentários