Anterior1 de 4Próximo

Para chegar à fase de grupos da Liga Europa, o SC Braga tem de ultrapassar os russos do Spartak e a primeira mão realizou-se na Pedreira, com os minhotos a quererem um bom resultado que lhes permitisse encarar com mais tranquilidade a longa deslocação à terra dos czares.

A primeira parte foi no geral, diga-se, bastante aborrecida. Aliás, os primeiros minutos foram disputados a meio-campo sem nenhuma das equipas parecer capaz de apresentar um futebol suficientemente organizado para criar perigo. Somente aos 21’ houve um primeiro momento de interesse, com uma boa defesa do guardião moscovita.

Finalmente, os últimos dez minutos do primeiro tempo trouxeram outro alento ao jogo e, além de uma admoestação a Sá Pinto, houve lugar para alguns remates interessantes do Spartak, mas Matheus demonstrou-se sempre à altura.

Manteve-se uma intensidade moderada, mais uma vez sem situações de maior a surgirem para qualquer dos lados. Mas, seguindo um guião semelhante ao dos primeiros 45 minutos, tudo aqueceria nos últimos 20 minutos do encontro.

Fonte: SC Braga

Aos 70’, por duas vezes estiveram os arsenalistas perto de inaugurar o marcador, mas acertaram ligeiramente ao lado da baliza. Três minutos volvidos, foi a vez de Maksimenko intervir bem e, por instinto, a evitar um auto-golo. Finalmente, aos 74’, numa jogada de insistência, Ricardo Horta desviou para o 1-0.

Até ao final, o Braga continuou por cima e foi criando algum perigo, com especial destaque para uma bomba de Novais aos 84’ que saiu ligeiramente ao lado. Ainda assim, o Spartak também esteve perto do empate aos 88’, mas uma excelente defesa de Matheus resolveu a situação.

Tratou-se de um jogo fraco em termos futebolísticos, com o Spartak a acabar por acusar o cansaço. Contra uma equipa rápida como este Braga, juntando-lhe o menor tempo de descanso e a longa viajem, foi combinação fatal para os russos, que terão de jogar melhor em casa para reverter a desvantagem.

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES:

SC Braga – Matheus; Esgaio, Pablo (Tormena 64’), Bruno Viana, Sequeira; Palhinha, Fransérgio (Novais 45’), André Horta (Murilo 85’); Wilson Eduardo, Ricardo Horta, Paulinho

FC Spartak Moskva – Maksimenko; Eschenko, Gigot, Dzhikiya, Ayrton; Zobnin, Schurrle, Guliev (Umyarov 85’); Bakaev, Ponce, Mirzov (Melgarejo 63’)

Anterior1 de 4Próximo

Comentários