Cabeçalho Futebol NacionalPassados seis anos desde a última passagem pelo escalão máximo do futebol profissional português, o Portimonense regressa à Liga NOS, trazendo na bagagem o título de campeão da Ledman LigaPro 2016/2017 e a surpreendente continuidade de Vítor Oliveira no comando técnico do clube. É precisamente na estabilidade que reside um dos potenciais trunfos da turma algarvia.

Mantendo a base sólida que assumiu a titularidade na temporada transata e assegurando a permanência de outros elementos, o plantel recebeu apenas algumas pinceladas cirúrgicas capazes de colmatar saídas e de garantir um conjunto suficientemente competitivo e digno da divisão na qual habita.

Até ao momento, nesta pré-época, o Portimonense já experienciou os três resultados possíveis em quatro jogos amigáveis disputados diante de emblemas como o Marítimo, o Vitória Guimarães, o Varzim e o Sheffield Wednesday. O balanço é de uma vitória, um empate e duas derrotas, perfazendo um total de seis golos apontados e nove sofridos.

Fonte: Portimonense SC
Fonte: Portimonense SC/Ana Borralho

Vejamos sucintamente os diversos setores de um plantel pronto para atacar a Liga NOS.

Na baliza, as soluções permaneceram inalteradas. Com a concorrência de Carlos Henriques e Leonardo Navacchio, Ricardo Ferreira, cumprindo a sua quinta temporada ao serviço dos alvinegros, conseguirá agarrar um lugar no 11 com naturalidade.

O eixo da defesa deverá ser composto pelo experiente Rúben Fernandes (ex-Sint-Truiden), filho da casa que atuará ao lado de Jadson ou de Lucas Possignolo, dada a inconsistência exibicional de Felipe Macedo. A inclusão de Emmanuel Hackman, que esteve ao serviço do Aves na temporada passada por empréstimo do Boavista, avizinha-se extremamente proveitosa, podendo este, apesar de estar maioritariamente rotinado à posição de lateral direito, desempenhar igualmente as posições de defesa central e de médio defensivo, bem como ombrear com o veterano Ricardo Pessoa. Do lado contrário, o regresso do internacional ganês Lumor Agbenyenu, que representou o despromovido 1860 Munique na segunda metade da época passada, relegará Edward Sarpong para o banco de suplentes.

Realizando o papel de médio defensivo, Pedro Sá deverá partir em vantagem relativamente a Marcel. À sua frente, Ewerton e Dener disputam a posição de 8, antecedendo o lugar de médio ofensivo que ficará entregue a Paulinho, não obstante a forte concorrência de Fabrício, Gustavo Costa e Ryuki.

Numa posição relativamente carenciada, o melhor marcador da 2ª Liga, Pires, apresenta-se como a única solução enquanto ponta-de-lança, pelo que uma prudente ida ao mercado de transferências necessitará de ser equacionada. Contrariamente, nos corredores laterais, Vítor Oliveira possui um leque satisfatório de possibilidades e alguma polivalência, destacando-se Wellington Carvalho (ex-Penafiel), Rui Costa (ex-Varzim), Wilson Manafá, Bruno Tabata e Chidera Ezeh.

Foto de Capa: Portimonense SC

artigo revisto por: Ana Ferreira

Comentários