O Varzim Sport Clube tem sido uma das desilusões da temporada na Segunda Liga até ao momento. Com aspirações a subir de divisão, o conjunto orientado por Nuno Capucho não estava a corresponder às expectativas, o que acabaria por levar à saída do antigo campeão mundial de juniores.

Para o seu lugar, a aposta recaiu em Fernando Valente, um nome desconhecido para grande parte dos adeptos de futebol. O treinador de 59 anos teve passagens por clubes como o Paredes, Lousada, Sporting de Espinho, CD Aves e CD Santa Clara, e também uma curta passagem pelo futebol chinês.

Mas, então, o que é que me leva aqui a falar deste treinador desconhecido para o grande público? Porque aqueles que têm acompanhado o seu percurso vêem Fernando Valente como um treinador que valoriza o espetáculo e que é adepto de um futebol apoiado que assume a iniciativa e o domínio do jogo. Como tal, as ideias de Fernando Valente podem ser uma lufada de ar fresco para o conjunto poveiro e podem levar o Varzim SC a encontrar o seu espaço na Segunda Liga, afirmando-se como um candidato à subida.

O Varzim procura reafirmar-se como um candidato à subida
Fonte: Varzim SC

Como o próprio Fernando Valente já assumiu numa entrevista, este defende um tipo de ideias diferente do jogo que se pratica no nosso país e que quando reconhecem que o seu futebol e as suas equipas são diferentes é sinal que o seu trabalho tem sido destacado. Apesar deste nunca ter treinado na Primeira Liga, acredita que pode lá chegar, visto que as suas ideias valorizam o jogo e o jogador e estas são necessárias ao futebol português.

O treinador de 59 anos estreou-se com uma vitória no reduto do FC Arouca por 1-0 e o Varzim ocupa atualmente o décimo lugar na Segunda Liga. E aqui poderemos observar o que Fernando Valente irá dar ao jogo e ao futebol português.

Dadas as circunstâncias, estou curioso para ver o desenrolar da época para os lados da Póvoa do Varzim.

 

Foto de Capa: Varzim SC

Artigo revisto por: Rita Asseiceiro

Comentários