O SC Braga tem estado imparável na Liga Europa: nos cinco jogos da Fase de Grupos já disputados até agora, contabiliza três vitórias e dois empates, um deles alcançado depois de ter estado a perder por 3-1 frente ao Wolverhampton Wanderers FC, tendo conseguido igualar o resultado, carimbando, assim, a passagem aos dezasseis avos de final da Liga Europa.

Aliás, a equipa de Ricardo Sá Pinto determinou, ainda nesse jogo, um novo recorde histórico: é a primeira vez que uma equipa portuguesa alcança doze jogos sem perder nas competições europeias, mais uma prova de que este SC Braga tem objetivos bem ambiciosos para esta competição. Este feito começou a ser estabelecido em fevereiro de 2018, quando venceu o Olympique de Marseille nos dezasseis avos da Liga Europa.

Contudo, no campeonato português a “conversa” tem sido outra. Os arsenalistas estão aquém do que seria esperado para uma equipa que tem trilhado o seu caminho para pertencer justamente ao Top 4 da liga portuguesa. Neste momento, contam com cinco vitórias, quatro derrotas e três empates, o que lhes confere um sexto lugar na competição. Os minhotos têm sido uma equipa muito inconstante, ora têm vitórias categóricas – como aquelas frente ao Moreirense FC e ao eterno rival Vitória SC -, ora passam por um deserto de quatro jogos consecutivos sem somar qualquer vitória.

Se compararmos com o mesmo período na época passada, verificamos que o SC Braga está claramente a passar um mau momento no campeonato: em 2018/2019, à 12ª jornada estavam no 3º lugar com 27 pontos, a um ponto do Sporting CP e a três do FC Porto, que ocupava a primeira posição na tabela classificativa. Já nesta temporada, a equipa de Sá Pinto contabiliza apenas 18 pontos – os mesmos que o Boavista FC, 5º classificado – e subiu recentemente ao 6º lugar, após uma vitória sobre o Rio Ave FC.

Wenderson Galeno tem sido um dos destaques do SC Braga nesta época
Fonte: SC Braga
Anúncio Publicitário

Estas diferenças de rendimento nas duas competições revelam claramente a grande aposta dos arsenalistas na Liga Europa, em detrimento do campeonato português. Esta opção poderá ser inteligente, considerando que uma boa prestação europeia traz reconhecimento, valorização dos jogadores e, claro, uma boa quantia para os cofres minhotos. Contudo, é importante manter a aposta no campeonato, de forma a consolidar a posição do SC Braga como o quarto grande português.

Para tal é necessário gerir esforços entre as várias competições que se encontram a disputar (estão também presentes na Taça da Liga e na Taça de Portugal, onde vão ter um difícil desafio contra o SL Benfica) e jogar no campeonato com a mesma ambição e dedicação que demonstram na Liga Europa. As duas últimas vitórias no campeonato podem indicar que ainda é possível atingir o nível de épocas anteriores, mas só o tempo o dirá.

Uma coisa é certa, os bracarenses contam com um elenco de muita qualidade e prova disso são as recentes exibições de Paulinho (que soma já onze tentos esta temporada, igualando o número da época passada), Ricardo Horta, que também tem estado em grande forma, e Wenderson Galeno, um pequeno génio com a bola nos pés, embora muito inconstante. Cabe à equipa de Sá Pinto esta mudança de comportamento necessária e talvez vejamos o “SC Braga europeu” no campeonato.

Foto de Capa: SC Braga

Artigo revisto por Diogo Teixeira

 

Comentários