Anterior1 de 3Próximo

Ontem foi noite de Liga Europa e foi também noite de fazer história no futebol português. Pela primeira vez na história, quatro equipas portuguesas marcarão presença na frase de grupos da Liga Europa. De seu nome FC porto, Sporting CP, SC Braga e, por fim, Vitória SC.

O jogo teve início às 20h de quinta-feira, mas a verdade é que a “bola” começou a rolar um pouco antes disso. É quase caso para dizer que “rolaram cabeças” mesmo antes do apito inicial, não fosse Becali, presidente do Steaua Bucareste, ter dito que cortava a cabeça caso o Vitória de Guimarães marcasse no jogo da segunda mão. Parece que Becali perdeu uma boa oportunidade para estar calado, não é verdade?

Mas vamos ao que interessa: o jogo e nada mais do que isso. A partida começou com um Vitória de Guimarães a impor-se no seu reduto e a criar perigo logo aos três minutos. Pêpê conseguiu uma oportunidade para rematar, mas Balgradean responde com uma defesa.  Na recarga, Bruno Duarte deixou escapar a primeira oportunidade da sua equipa se adiantar no marcador logo aos três minutos de jogo.

Os minutos iam passando e a verdade é que a partida até então tinha um único sentido: a da baliza do Steaua. Aos nove minutos, Rochinha cobra o livre que cria perigo. Davidson ainda desvia, mas a bola sai por cima.

O Vitória de Guimarães estava a conseguir impor o seu jogo, mas na verdade faltava ainda o golo tão ansiado para a equipa vimaranense conseguir carimbar a passagem à fase de grupos. Aos 28’, Pêpê tenta outra vez a sua sorte e, no interior da área, remata, mas a bola acaba por sair por cima da trave.

O poderio até ali tinha sido sem dúvida imposto pela equipa da casa e a verdade é que assim permaneceu até ao final da primeira parte. A única ocasião de perigo até ao final do primeiro tempo foi protagonizado por Rochinha aos 35 minutos, depois de um remate à malha lateral.

Depois de os jogadores regressarem ao balneário, não faltou muito até ao Vitória voltar a impor novamente o seu jogo. Aos 52 minutos, Davidson é travado em falta por Roman dentro da área e é assinalada grande penalidade para a equipa de Ivo Vieira. Tapsoba converte na marca dos 11 metros e coloca assim a sua equipa em vantagem no marcador e também na eliminatória. Imagino o que deveria estar a sentir um certo presidente nesse preciso momento…

Depois de estar em vantagem, o Vitória SC continuou a criar perigo na baliza do Steaua. Aos 58 minutos, Davidson tenta a sorte e remata forte, mas a bola sai (não muito, mas) ao lado. Já a equipa de Becali nem vê-la. Muito pouco futebol, muito apagada… Tudo isto ao longo de todos os 90 minutos.

Nos minutos finais da partida, ainda houve tempo para quase gritar pelo segundo golo, mas parece que havia sido falso alarme. Depois de uma excelente assistência de Rafa, João Carlos Teixeira cabeceia, mas o esférico vai para ao poste e impede assim o 2-0.

O Vitória SC venceu e convenceu a Europa e está pronto para enfrentar o que aí vem: a fase de grupos da Liga Europa. A equipa vimaranense venceu com justiça a eliminatória frente ao FCSB e está então apurado para a próxima fase da competição.

A equipa do Steaua Bucareste este muito apagada durante toda a partida
Fonte: FCSB

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES

Vitória SC – Douglas, Falaye Sacko, Bondarenko. Tapsoba, Hanin, Musrati, Pêpê Rodrigues (Susbt. João Carlos Teixeira, 74′), Denis Poha, Rochinha, Bruno Duarte (Subst. André Pereira, 78′), Davidson (Subst. Rafa Soares, 86′).

Steaua de Bucareste – Balgradean, Cretu (Subst. Roman, 27′), Planic, Cristea, Pantiru, Soiledis (Subst. Thierry Moutinho, 72′), Pintilii (Subst. Gnohéré, 46′), Tanase, Vina, Popescu, Florin Coman.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários