Ao contrário do que muita gente pensa, existem boas escolas de formação para além dos ditos “Três Grandes”. O último exemplo disso é o FC Famalicão e a sua equipa de sub 19, que ocupa o segundo lugar da fase regular do Campeonato Nacional de Juniores, à frente do campeão FC Porto e apenas atrás do SC Braga.

Para falarmos do futebol de formação em Famalicão não podemos dissociar a construção da Academia para o futebol de formação famalicense. Essa obra, inaugurada apenas o ano passado, constitui fator chave para o sucesso famalicense, não só nesta equipa de juniores, como também em praticamente todos os escalões de futebol formação.

O facto de haver ótimas condições para o treino, aliadas a uma mão de obra profissional e qualificada ajudam e muito a explicar o bom momento do FC Famalicão enquanto estrutura e marca em todas as vertentes: desde a equipa de futebol sénior aos escalões de formação, não esquecendo a recém-criada equipa de futebol feminino, que lidera destacadamente a sua série na segunda divisão nacional.

Mas centremo-nos na equipa de sub 19. Esta é somente a segunda presença do FC Famalicão na divisão máxima do futebol português no que diz respeito ao último escalão de formação mas tem sido altamente produtiva e até surpreendente para os mais desatentos. Os famalicenses conseguiram a subida de divisão na temporada transata, ao conseguirem o título nacional, derrotando na altura o Amora FC. Com o objetivo cumprido, a equipa orientada por Rui Baptista mostrou ao que vinha bem cedo, com exemplo do empate no Olival a 3 bolas perante o FC Porto, num jogo em que os famalicenses tiveram razões de queixa da arbitragem.

No passado fim de semana, a vitória famalicense por 1-0 sobre os dragões confirmou que existe em Famalicão uma equipa de juniores apostada em fazer história e lutar até ao fim por algo inédito na história do clube: o campeonato nacional de juniores.

FC Famalicão já derrotou os atuais campeões nacionais
Fonte: FC Famalicão

A única derrota até agora, perante o líder SC Braga, é bastante elucidativa da excelente campanha dos famalicenses que jogam o jogo pelo jogo com qualquer adversário, mas sempre conscientes de que há qualidade dos dois lados e que é bom sair da zona de conforto de forma a poder crescer como jogadores. Rui Baptista tem feito um trabalho sensacional nesse sentido, tendo inclusivamente sido distinguido como treinador do ano na Gala do Desporto de Vila Nova de Famalicão.

Há abundante qualidade em Famalicão, dos mais graúdos até aos mais novos, numa simbiose perfeita daquilo que é o potencial crescente do FC Famalicão.

Foto de Capa: FC Famalicão

Comentários