futebol de formação cabeçalho

O campeonato nacional da 1ª divisão de juniores, zona Sul, esteve ao rubro na disputa da liderança na tabela classificativa. Na primeira jornada da segunda volta, o SL Benfica recebeu a União de Leiria enquanto o Sporting CP se deslocava a Oeiras. Estes jogos aconteceram depois de anunciada a primeira convocatória da selecção nacional de futebol sub 18, atletas juniores de 1º ano, que nesta jornada teve 5 titulares da parte do S. L. Benfica (André Ferreira, Ricardo Carvalho, Romário Baldé, Gonçalo Guedes e Hildeberto Pereira) e 2 titulares da parte do Sporting C. P. (Bruno Wilson e João Serrano).

S. L. Benfica 3-3 U. Leiria

No campo nº1 do Caixa futebol campus, no Seixal, o Benfica começou a ganhar com um golo do camisola 11, Gonçalo Guedes, ao minuto 27. Porém, a equipa adversária não tardou muito em dar resposta, com Tito Junior (28′) a finalizar uma boa jogada de transição da U. Leiria. Os encarnados não se conformaram com este resultado e foi numa iniciativa individual de Romário Baldé que se construiu o segundo golo, da autoria de Raphael Guzzo (40′). A vantagem da equipa da casa ao intervalo assentava-lhe bem e reproduzia o resultado verificado na primeira volta.

Foi a equipa da casa que começou a segunda parte de melhor forma, criando diversas oportunidades de golo e estando próxima do 3-1. Porém, foi Carlos Oliveira, jogador da equipa do Oeste, que aos 54 minutos apareceu isolado na área do Benfica e garantiu a igualdade no marcador.

Anúncio Publicitário

O Benfica, com muito tempo pela frente, partiu novamente à procura de vantagem, a qual materializou ao minuto 62 por intermédio de Diogo Rocha. A partir daqui e até ao final a U. Leiria, sem nada a perder, arriscou tudo, e, correndo por diversas vezes o risco de sofrer o quarto golo, teve o prémio do empate mesmo ao cair do pano.   O número 6 da equipa visitante, Frederico Jesus, fez o 3-3 através de um remate de pé esquerdo que parecia ser um cruzamento para a grande área mas que se revelou um livre directo.

Com este resultado, a U. Leiria manteve o sexto lugar e o SL Benfica desceu ao quarto lugar, com 24 pontos. Os encarnados somam três empates numa semana muito complicada (dois em jogos do campeonato e um na UEFA Youth League frente ao Olympiacos).

A. D. Oeiras 1-3 Sporting C. P.

Em Oeiras encontravam-se 1º e 2º classificados da zona Sul do  campeonato nacional de juniores da 1ª divisão. Por um lado, o surpreendente Oeiras procurava segurar a liderança conquistada na jornada anterior, aproveitando o empate entre águias e leões. Por outro, o Sporting, forte candidato à vitória final da prova, apresentava-se com forte disposição para reassumir o 1º lugar.

Estavam lançadas as bases de um jogo que veio a revelar uma clara supremacia da equipa leonina (no conjunto dos dois jogos realizados entre estas duas equipas o Sporting somou duas vitórias, num score global de 6-1).

A equipa da casa entrou receosa, com as linhas muito recuadas, procurando jogar no erro adversário. A equipa visitante, por seu lado, querendo assumir o controlo do jogo, instalou-se no meio campo contrário, embora sem criar oportunidades claras de golo. Ao minuto 23, João Serrano, o lateral esquerdo da equipa verde e branca, transformou um livre directo num golo de belo efeito e motivou a sua equipa para uma exibição de qualidade, a qual foi naturalmente materializada por mais dois golos – um na primeira parte, da autoria de Lisandro Semedo (38’), e outro já na etapa complementar, marcado por João Palhinha (70’). Daqui até ao final, viu-se um Sporting a comandar completamente a partida e a desperdiçar várias oportunidades de golo. Perto do apito final, a equipa de Oeiras ainda reduziu para 1-3, na conversão de uma grande penalidade apontada por Gonçalo Maria (85’).

Com estes resultados, o Sporting assume a liderança isolada, trocando de lugar com o seu opositor desta tarde.

Artigo anteriorEspecial Clássico: FC Porto 3-1 Sporting
Próximo artigoGosto muito de você… Leãozinho
A Maria é uma rapariga que nasceu numa família em que o sexo masculino está em grande maioria, por isso desde cedo começou a ver futebol profissional, a jogar Football Manager, a ler jornais desportivos e a assistir a jogos de futebol formação. Os hábitos e a paixão perduram até hoje.                                                                                                                                                 A Maria não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.