entrevistas bola na rede

Luís Pedro de Freitas Pinto Trabulo, mais conhecido por Pité no mundo do futebol, juntou-se ao Bola na Rede para uma grande conversa sobre ele e sobre futebol. O jovem jogador contou como é jogar numa equipa B, a diferença para as outras equipas e falou também do seu futuro e dos jogadores da equipa B que podem vingar na equipa principal do FC O Porto.

Bola Na Rede (BnR): Desde sempre quiseste ser jogador de futebol?

Pité (P): Desde que me lembro é a coisa que mais gosto de fazer. E claro que, se me perguntassem o que queria fazer da minha vida, respondia ser jogador de futebol, porque para um miúdo que pratica e vive intensamente a modalidade, chegar a esse patamar é o sonho, que no meu caso se concretizou.

BnR: Achas que tens o que é preciso para jogar na Primeira Liga?

P: Acho que sim, o meu objetivo é esse!

BnR: Qual é que é tua liga favorita?

P: As duas ligas profissionais portuguesas são as que acompanho com mais regularidade, mas quando posso gosto bastante de ver a liga espanhola e a inglesa.

BnR: Tens interesse em jogar em algum clube estrangeiro em especial?

P: Não tenho nenhum clube em concreto… Respondo dizendo que ambiciono jogar num clube de Champions League.

BnR: Quem foi o jogador do FC Porto B que te impressionou mais?

P: Pergunta difícil… Todos os meus colegas têm as suas características únicas capazes de impressionar qualquer um. Mas se calhar o Gudiño, por ser tão jovem e já apresentar uma segurança tão grande na baliza, faz defesas do outro mundo.

BnR: Achas que o Diego Reyes tem o que é preciso para triunfar na equipa A do Porto?

P: É uma posição com concorrência muito forte na equipa do FC Porto. Mas acredito que quando tiver oportunidades vai mostrar a sua grande qualidade.

BnR: Notaste diferenças entre o Beira-Mar e o FC Porto B?

P: Claro, todos os clubes são diferentes. E, como é natural, mudar-me para um clube com a dimensão do Porto requer uma pequena adaptação pois é uma realidade diferente. Em termos das condições que nos são dadas pelo clube, dão-nos tudo para que consigamos estar sempre no nosso melhor e para que tentemos atingir o nosso rendimento máximo.

Pité em acção no Beira-Mar Fonte: Facebook de Pité
Pité em acção no Beira-Mar
Fonte: Facebook Oficial de Pité

BnR: Achas que o Luís Castro podia ter sucesso na Primeira Liga?

P: Sim, e vendo a forma como trabalha acho que irá chegar a outros patamares!

BnR: Quais foram as coisas em que mais melhoraste este ano, futebolisticamente falando?

P: Sinto que estou a evoluir bastante em termos táticos, em saber que zonas do campo devo percorrer em cada posição que desempenho na equipa

BnR: Achas que o Victor Garcia podia substituir o Danilo?

P: Quando o Danilo sair, o FC Porto está muito bem servido de laterais direitos na equipa B- Não só o Garcia como o David têm grande qualidade e acredito que podem chegar ao nível do Danilo.

BNR: Qual a posição em que te sentes mais confortável a jogar?

P: Sou médio ofensivo de raiz, mas também gosto de jogar a médio interior ou a extremo.

BnR: Que achas do ressurgimento das equipas B?

P: Acho que é um espaço privilegiado para jovens oriundos tanto da formação do clube ou, como eu, de outros clubes continuarem a desenvolver-se num nível já bastante exigente como a segunda liga, sendo acompanhados de muito perto pelos responsáveis da respetiva equipa A.

Pité foi um dos destaques do Porto B Fonte: Facebook de Pité
Pité foi um dos destaques do Porto B
Fonte: Facebook Oficial de Pité

BnR: Qual o jogador do plantel principal do FC Porto que mais te impressionou?

P: Fiz alguns treinos com a equipa A, mas respondo a essa pergunta baseando me mais nos jogos que vi. Gosto muito do Herrera, Brahimi e do Jackson.

BnR: Achas que o Gonçalo Paciência pode ser o número 9 que a seleção portuguesa busca desde a retirada internacional do Pauleta?

P: Para além da qualidade que está à vista de todos, é muito jovem, com uma margem de progressão enorme e acredito que breve vai ser uma realidade na seleção.

BnR: Tens alguma finta favorita?

P: Sim, tenho uma que gosto bastante de fazer, em que a bola está colada a relva e faço uma espécie de colher para fazer a bola passar por cima do defesa. (Video da finta disponível AQUI)

BnR: Achas que o futebol português precisa de reforçar a aposta em jogadores portugueses?

P: Acho que sim, já está mais que provado que o jovem português tem qualidade para jogar ao mais alto nível.

BnR: Qual é que é para ti o melhor onze do campeonato português?

P:

Sem Título

BnR: O que achas da criação da UEFA Youth League? Achas que foi o pedaço que faltavam para o desenvolvimento de jovens futebolistas?

P: Acho que é importante uma competição que os aproxime de uma outra realidade que são os jogos internacionais, que normalmente só se conseguem em torneios de verão ou final de época. E dá-lhes outra perspetiva do futebol que se desenvolve para lá de Portugal.

BnR: Encontras jogadores nas equipas B do Sporting e do Benfica com potencial?

P: Mais uma pergunta difícil. As equipas B estão recheadas de jogadores de enorme qualidade sendo muito difícil prever quais os jogadores que se vão destacar. Dos encontros que já tive com ambas as equipas destaco o Tobias Figueiredo, que agora se tem afirmado na equipa A do Sporting, e do lado do Benfica talvez o Hélder Costa.

BnR: Dos jogadores que se encontram retirados, sentes mais saudades de ver jogar quem?

P: Ryan Giggs.

BnR: Achas que com Julen Lopetegui o FC Porto pode vir a apostar mais na formação?

P: Acho que começar com a promoção do Ruben Neves a equipa principal já é razão para acreditar que sim. Mas também com situações mais recentes, como a do Gonçalo ou do Ivo. O Ivo porque antes de ser emprestado tinha-se estreado na equipa principal.

Foto de capa: Facebook Oficial de Pité

Comentários