Anterior1 de 12Próximo

É já no Sábado (20h30) que FC Porto e SL Benfica decidem mais um campeonato, num cenário já habitual para o adepto português. Desde os finais dos anos 70, as duas equipas são protagonistas de uma luta titânica, que era antes interpretada pelos rivais de Lisboa – o Sporting não passa, de há 40 anos a esta parte, de personagem secundária – e as suas identidades são um interessante paradigma nas esferas sociais das respectivas regiões, além da sua rivalidade representar uma intensa relação de opostos: no futebol e na política, o azul e o vermelho frente a frente; da comum associação do 4-3-3 ao FC Porto pelos vários campeonatos ganhos a jogar dessa forma, à tradicional abordagem do SL Benfica às épocas em 4-4-2; o Norte contra o Sul, rivalidade que transcende o fenómeno futebolístico e se transforma em confronto social, num paradigma que envolve a história cultural e, consequentemente, desportiva do país.

APOSTA JÁ NO JOGO QUE DECIDE O TÍTULO! O FC PORTO RECEBE O SL BENFICA, POR ISSO NÃO FIQUES DE FORA E APOSTA JÁ NA BET.PT

É compreensível, portanto, que quando se tem sucesso com uma das camisolas e que, por obra infeliz e descuidada do destino, se dê uma transferência para o rival, as dificuldades em triunfar sejam imensas. São vários os casos recentes que o comprovam – Sokota, Christian Rodríguez, Maxi – e esse paradigma dificultará a tarefa de eleger um onze conjunto entre os dois clubes. Este será o top dos jogadores que partilharam os balneários das Antas e da Luz, reunidos em formato dream team. E, porque até na tática há dicotomia ideológica, ficaremos a meio caminho das duas opções, no 4-2-3-1.

Anterior1 de 12Próximo

Comentários