ÚLTIMA HORA:

Os 5 jogadores do FC Porto que mais desiludiram na última década

4.

Quintero – Corria o verão de 2013 e o emblema da invicta estava órfão da sua maior referência ofensiva que era, à data, James Rodriguez, que nesse ano foi para o AS Mónaco, juntamente com João Moutinho. Porém, em Itália, nomeadamente no Pescara Calcio, jogava um pequeno mago, também ele “cafetero”, de seu nome Juan Quintero. Por ele, o FC Porto pagou 10 milhões de euros e depositavam muitas esperanças no seu futebol, mas o jovem criativo é mais um exemplo de que ter só talento não chega para singrar ao mais alto nível. O centro campista não se pode queixar de falta de aposta, pois teve várias tentativas para se consolidar nos portistas, mas sempre faltou algo e andou de cedência em cedência até se estabilizar no campeonato argentino, nomeadamente no CA River Plate, no qual até já foi decisivo ao marcar o golo de ouro na final dos libertadores de 2018.

Componente 5 – 1 (1)

O Diogo “respira” futebol desde que se conhece, tendo estado sempre ligado a este mundo da bola, onde sofre pelas cores azuis e brancas do FC Porto. Agora, estudante de direito, é através da escrita que encontra o espaço ideal para continuar ligado a este universo sem par.                                                                                                                                                 O Diogo escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

O Diogo “respira” futebol desde que se conhece, tendo estado sempre ligado a este mundo da bola, onde sofre pelas cores azuis e brancas do FC Porto. Agora, estudante de direito, é através da escrita que encontra o espaço ideal para continuar ligado a este universo sem par.                                                                                                                                                 O Diogo escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA