Cabeçalho Futebol Nacional

Num final de tarde de pouca quentura encontraram-se as formações do Boavista e do Moreirense para uma partida que teve lugar no Estádio do Bessa Século XXI, ajuizada por Jorge Ferreira, a contar para a Liga NOS.

Como seria expectável, os axadrezados entraram dominantes, contudo, foram os cónegos a deixar o primeiro aviso. Aos 10 minutos, Cauê rematou em esforço, dando seguimento a um pontapé de canto, mas a bola esbarrou no poste.

A resposta das panteras chegou por intermédio de Iuri Medeiros, oito minutos depois, com um remate pouco poderoso e facilmente controlado pelo georgiano Makaridze. Nesse mesmo minuto, Roberto teve ainda a chance de inaugurar o marcador, mas perdeu o duelo com Agayev.

Aos 24 minutos, Henrique calcula incorrectamente o timing de um salto, acaba por derrubar Nildo Petrolina na grande área do Boavista e Jorge Ferreira não hesita em assinalar a grande penalidade. Chamado a converter, Roberto volta a vacilar perante o guardião azeri.

Anúncio Publicitário

A fase ascendente da equipa orientada por Erwin Sánchez surgiu pouco tempo depois e, servido por Fábio Espinho, Lucas cabeceou de forma indefensável para o 1-0, aos 30 minutos de jogo. Fábio Espinho esteve novamente em destaque, assistindo Erivelto para uma grande ocasião. O brasileiro teve nos pés a oportunidade de ampliar a vantagem, mas falhou escandalosamente, não dirigindo o esférico para o ângulo aberto da baliza.

Ainda antes do intervalo, Iuri Medeiros, cobrou um canto que encontrou a cabeça de Erivelto, mas o guarda-redes da equipa de Pepa defendeu com o ombro.

O Boavista pecou por afunilar muito do seu jogo ofensivo e pela sua evidente falta de eficácia e, por outro lado, o Moreirense não conseguiu construir jogo com qualidade.

Contrariamente a uma primeira metade aguerrida e emocionante, a segunda parte foi mal disputada e nenhum onze conseguiu praticar futebol atrativo.

Quebrando o gelo ao minuto 82, Idris resolveu a partida com um cabeceamento bem colocado após um pontapé de canto marcado por Iuri Medeiros, jovem emprestado pelo Sporting.

Já no período de descontos, Bukia poderia ter feito o 3-0, no entanto, cedeu à pressão da defesa adversária e não rematou em condições favoráveis.