Anterior1 de 3Próximo

O Sporting CP foi à Madeira vencer o CD Nacional e somar a sua sétima vitória consecutiva na Primeira Liga Portuguesa – subindo para oito consecutivas em todas as competições – sendo esta a sua melhor série sob o comando do holandês Marcel Keizer.

Numa partida dominada por completo pelo Sporting CP, este viu as suas investidas desde cedo, serem anuladas pelo guarda-redes da casa. Daniel Guimarães defendeu (quase) tudo o que conseguiu e foi mantendo a sua equipa dentro da disputa do resultado. Foi um CD Nacional bastante desorganizado a nível defensivo. Apesar disso, o Sporting CP entrou algo apático, lento e com pouca intensidade no jogo e nunca fez uma exibição acima da média, como havia feito em jogos anteriores, sendo que ainda assim foi sempre superior.

Com a ausência de Wendel, Marcel Keizer optou por colocar Doumbia no meio-campo. No entanto, por vezes foi possível verificar que ora era Gudelj na posição “6”, ora era Doumbia. Foi mais um duplo-pivot do que um 4x3x3 com um triângulo invertido. Isto prejudicou a equipa lisboeta, sobretudo no que toca a níveis de criatividade e organização. Só perto do minuto 20 se fez sentir o lance de maior perigo do ataque forasteiro. O maestro leonino Bruno Fernandes combina com Diaby – hoje titular no lugar de Raphinha – e remata à baliza, para defesa de Daniel Guimarães. Mais tarde, foi Jovane a testar a atenção do guarda-redes da casa, com um remate em arco a partir da esquerda. No entanto, foi mesmo o maliano Diaby que dispôs da melhor oportunidade na primeira parte. Isolado dentro da área, permitiu a Daniel Guimarães mais uma defesa e impedir o golo leonino.

Doumbia foi o escolhido para render Wendel no onze leonino
Fonte: Liga Portugal

Ao intervalo, o Sporting CP já contava com 15 remates, sendo que o nulo era benéfico para a equipa de Costinha que não demonstrou sinais de perigo, nunca incomodando verdadeiramente Salin – que foi titular, no lugar de Renan devido à expulsão do brasileiro no encontro anterior.

A segunda parte foi mais do mesmo e os Leões dominavam as ações do jogo, ainda que sem resultados práticos. A equipa entrou pressionante e subida no terreno. Diaby ainda tentou o golo após belo cruzamento de Doumbia mas foi apenas aos 63 minutos que a muralha madeirense se desfez. Através de uma bola parada, Luiz Phellype inaugura o marcador após cruzamento de Marcos Acuña. Com o Sporting CP em vantagem, o jogo ficou ainda mais morno e a vantagem forasteira nunca esteve em perigo. O Sporting geriu e saiu da Madeira com mais três pontos.

Um golo solitário de Luiz Phellype, foi vital para os Leões somarem os três pontos e reforçarem assim o terceiro lugar, tendo mais seis que o SC Braga que joga apenas este sábado, diante do Feirense. Já a equipa liderada por Costinha, soma a sua 17ª derrota na presente temporada e cai novamente para zona de despromoção.

ONZES INCIAIS E SUBSTITUIÇÕES

CD Nacional: Daniel Guimarães, Nuno Campos, Júlio César, Rosic, Filipe Ferreira (Riascos, 81), Tissone, Palocevic, Vítor Gonçalves, Avto (Witi, 62), João Camacho (Okacha, 75) e Rochez.

Sporting CP:  Salin, Ristovski, Coates, Mathieu, Acuña, Gudelj (Miguel Luís, 85), Doumbia, Bruno Fernandes, Jovane Cabral (Jefferson, 82), Diaby (Francisco Geraldes, 90) e Luiz Phellype.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários