A CRÓNICA: CONQUISTADORES VINGAM-SE APÓS DERROTA NA TAÇA

Depois duma curta paragem, a Primeira Liga voltou aos ecrãs dos adeptos esta segunda feira, no Estádio de S. Miguel. No entanto, o que pode parecer uma repetição de programação não o é. O CD Santa Clara e o Vitoria SC voltam a defrontar-se mas, desta vez, em busca dos três pontos na tabela classificativa.

Mal tinha começado a partida, um erro defensivo da equipa da casa faz com que Ricardo Quaresma tivesse mobilidade suficiente para passar a André André que apontou e marcou aos cinco minutos da partida inaugurando, assim, o marcador. O Santa Clara tentou responder por meio de Osama Rashid que bateu dois livres perigosos contra a baliza de Bruno varela.

Anúncio Publicitário

Numa tentativa de explorar mais o jogo, Ricardo Quaresma, numa jogada individual, aos 26 minutos, ultrapassa Fábio Cardoso, chega direto à baliza e faz o 2-0 sem que Marco Pereira conseguisse reagir. Aos 29’ minutos, Estupian tenta a sua sorte e atira a redondilha diretamente para as redes do guardião açoriano fazendo o terceiro golo na partida.

Na segunda parte, a equipa da casa teve duas oportunidades para marcar através de um penálti, mas sem efeito. Osama Rashid falhou duplamente uma vez que o árbitro da partida repetiu o lance.

Mais uma vez, Ricardo Quaresma assistiu e Óscar Estupiñan bisou, assinalando, assim, o quarto golo na partida.

Após o quarto golo, o jogo acalmou e o Santa Clara continuou a ter mais bola, mas sem causar grande perigo para as redes do Vitória. Desta feita, o Vitória levou a melhor, arrecadou os três pontos e subiu quarto lugar, à condição.

 

A FIGURA

Ricardo Quaresma – Esteve presente em momentos fulcrais na partida e mostrou-se uma peça importante.

O FORA DE JOGO

Fonte: Carlos Silva/Bola na Rede

João Lucas – Esteve apagado da partida, causando erros que foram prejudiciais à sua equipa.

 

ANÁLISE TÁTICA – CD SANTA CLARA

Daniel Ramos optou por um esquema tático idêntico no processo ofensivo. Em organização defensiva, a equipa reajustava-se para um 4-4-2 com Costinha a ajudar Shahryiar na pressão ao portador da bola. Os golos madrugadores sofridos e a grande penalidade falhada no início do segundo tempo acabaram por deitar por terra as expectativas da equipa.

 

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Marco (2)

Rafael Ramos (3)

Mikel (2)

Fábio Cardoso (2)

João Lucas (1)

Osama Rashid (2)

Néné (2)

Costinha (2)

Carlos Jr. (2)

Shahriyar (2)

Ukra (2) 

SUBS UTILIZADOS

Diogo Salomão (2)

Jean Patric (2)

Lincoln (2)

Anderson Carvalho (2)

 

ANÁLISE TÁTICA – VITÓRIA SC

João Henriques optou por uma formação em 4-3-3. A equipa vimaranense procurou jogar em transições rápidas, aproveitando os espaços nas costas da defensiva adversária através de estupinan, endossado por Quaresma e Rochinha. O meio campo constituído por Pepelu, André Almeida e André André procurou ser pró-activo na recuperação da posse de bola, sendo bastante pragmático e objetivo.

 

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Varela (3)

Mumin (4)

Quaresma (6)

André A. (4)

Rochinha (5)

Sacko (4)

Pepelu (4)

Mensah (4)

Estupiñan (6)

Jorge Fernandes (3)

André Almeida (4) 

SUBS UTILIZADOS

Luís M. (3)

Edwards M. (-)

Janvier N. (-)

André Amaro (-)

Bruno Duarte (-)

 

BnR na CONFERÊNCIA DE IMPRENSA

CD SANTA CLARA

BnR: Qual a análise que faz da partida?

Daniel Ramos: Estamos tristes mas, por outro lado, os jogadores não perderam a identidade dentro do campo. Não deixaram de tentar, não se esconderam. Cometemos erros que foram aproveitados pelo Vitória. A primeira parte tivemos falta de objetividade na procura do golo, já na segunda abrimos bem e podíamos ter reentrado no jogo com o penálti. O Vitória acabou por aproveitar o jogo e mostrar a sua eficácia. Agora temos de perceber o que fizemos de errado e continuar a trabalhar.

VITÓRIA SC

BnR: Qual foi o segredo da vitória?

João Henriques: Estávamos melhor nos últimos jogos, esta é a 3.ª vitoria consecutiva no campeonato e sem sofrer golos. Tínhamos de ser mais eficazes e pragmáticos. Os pontos iam nos alimentar. Tínhamos de ser eficazes como fomos íamos começar a vencer. Esta vitoria da-nos estabilidade.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome