Cabeçalho Futebol Nacional

O caminho para a Europa passava pelo Restelo. Paços de Ferreira ainda tinha a esperança de alcançar as provas europeias e tinha uma prova difícil frente a um Belenenses que já não tinha objectivos concretos.

Determinados, os castores entraram fortes e bastaram 6 minutos para assustar o Belenenses por duas vezes. O Belenenses recuperou do susto e também podia ter causado estragos. André Sousa, ao poste, e Juanto assustaram Defendi. O jogo estava animado, as duas equipas lutavam pela vitória e o tempo estava agradável. As condições eram propicias para um bom espectáculo.

No entanto as equipas encaixaram uma na outra e o jogo desceu de nível. O Paços mostrava-se mais organizado tanto ofensivamente e como defensivamente, enquanto o Belenenses tinha vontade e bola mas pecava em termos de ideias de ataque. Não foi surpresa quando os homens de Jorge Simão chegaram ao golo. Barnes desmarcou-se e fez o primeiro. A organização pacense levava a melhor sobre o Belenenses.

Até ao intervalo, o Paços jogou confortável com a vantagem aproveitando que o Belenenses corria atrás do prejuízo, mas sempre com mais vontade do que propriamente com ideias.

Anúncio Publicitário

A segunda parte começa quase com o segundo golo do Paços. Minhoca pela direita assiste Pelé, que aos 50 minutos matou o jogo.

Ao intervalo entrou Carlos Martins no Belenenses, e o número 22 da equipa do Restelo foi o único que causou algum perigo para a defesa dos castores, com dois lances de algum perigo. Mas a segunda parte foi fraca e com pouco para contar, valeu apenas pelo golo, apesar de alguns lances de possível golo mais por demérito defensivo que por mérito ofensivo das duas equipas. Como disse Julio Velasquez “foi um jogo horroroso.”

O apoio dos adeptos do Paços de Ferreira foi incansável
O apoio dos adeptos do Paços de Ferreira foi incansável

Sala de Imprensa:

BnR: Faltam dois jogos para o final do campeonato e o Belenenses já garantiu a manutenção e já não luta pela europa. O que pode ainda alcançar o Belenenses nestes 2 jogos?

Julio Velázquez: Queremos lutar pelos 3 pontos e honrar o clube. Temos tido algumas dificuldades com lesões e como não temos equipa B torna-se mais dificil. Agora há que honrar a camisola.

BnR: Com esta vitória o Paços de Ferreira passa para a frente do Rio Ave, tendo em conta o calendário acha que a tarefa está mais fácil?

Jorge Simão: Faltam duas jornadas e estamos dependestes só de nós. A Liga Europa é aquilo que nos move a partir deste momento.

BnR: Qual o segredo para esta temporada do Paços de Ferreira?

Pelé: Estamos unidos em conquistar um objetivo, os 48 pontos. Hoje conseguimos este objetivo e vamos agora lutar por voos maiores, a Europa.

A Figura:

Minhoca – O avançando açoriano mexeu o ataque, fez duas assistências, mas saiu tocado do jogo.

O Fora de jogo:

Defesa do Belenenses. – Muitos buracos defensivos dos azuis do Restelo que só não resultaram em mais golos por ineficácia.

Reportagem de André Conde e Rodrigo Fernandes