Anterior1 de 4Próximo

Cabeçalho Futebol NacionalO Restelo contou com uma moldura superior ao habitual, neste jogo 2100 do Belenenses na I Liga, e os adeptos de ambas as equipas mereciam mais, apesar dos dois golos.

Hernâni abriu o marcador com um golaço, aos 10 minutos. O número 9 do Vitória remata em arco à entrada da área, após fintar dois adversários, sem hipóteses para Cristiano, num grande momento de futebol.

Marega, do meio da rua, quase fazia o 2-0, aos 12 minutos, com uma bola ao poste. Na sequência do lance, Hernâni obriga Cristiano a uma defesa apertada, num cruzamento remate que ia para o interior da baliza. No lance seguinte, Hernâni mete a bola em Rafael, que faz mais um remate perigoso. 15 minutos em que quase só dá Vitória.

Miguel Rosa empata o jogo aos 18 minutos. Rosa, que estava a ser o jogador mais esclarecido dos azuis, a par de Florent, veio de trás após cabeceamento de Vítor Gomes e apanhou a defesa vitoriana desprevenida, devolvendo a igualdade no marcador. As duas equipas, até ao intervalo, tentaram adiantar-se no marcador mas não foram muito esclarecidas nos seus lances ofensivos. O 1-1 aceita-se, ao intervalo, e estavam prometidos mais golos para a segunda parte.

A segunda parte foi toda como acabou a primeira; ambas as equipas a procurarem o golo, mas na hora da verdade as defesas foram muito superiores ao ataque. O Vitória teve mais bola e esteve muito mais próximo da área do que o Belenenses, mas todas as tentativas de golo saíram defraudadas.

Empate algo amargo para a equipa vinda do Minho, que saiu de campo a ouvir dos seus adeptos “Joguem à bola”.

Anterior1 de 4Próximo

Comentários