A CRÓNICA: JOEL TAGUEU MOLHA A SOPA NO “CALDEIRÃO”

Em jogo a contar para a décima jornada da Liga, o CS Marítimo e o Belenenses SAD, subiram ao relvado do Estádio do Marítimo, a fim de amealhar os três pontos.

Em relação à partida, o Belenenses SAD entrou com tudo e, logo no primeiro minuto de jogo, Amir foi obrigado a intervir para defesa apertada. No entanto, o auxiliar de Fábio Veríssimo já tinha assinalado fora-de-jogo ao homem da formação vestida de azul.

O relógio não parava e o jogo tornava-se algo chato, com uma turma do Belenenses a mostrar mais iniciativa e mais organização no momento ofensivo e defensivo. Quase sempre a atacar pela asa esquerda, ora por cruzamentos vindos dos pés de Rúben Lima, ora pelo trabalho individual de Afonso Sousa, a verdade é era um Belenenses SAD muito mais capaz na primeira meia-hora.

Anúncio Publicitário

Só aos 39 minutos é que a formação madeirense se mostrou realmente capacitada em manifestar algum perigo, e num canto batido do lado direito do seu ataque, o central e capitão Zainadine cabeceou para uma grande defesa do guarda-redes russo do Belenenses, seguindo-se ainda a recarga de René Santos, intercetada por um homem da turma de Belém.

Para a segunda metade do encontro, o “lanterna vermelha” do campeonato português veio com outros argumentos para travar as ofensivas da formação do distrito de Lisboa, organizando-se melhor naquilo que era a sua saída de bola até ao momento. Todavia, a predominância que o CS Marítimo parecia trazer para a segunda metade, não durou muito e o Belenenses SAD equilibrou a posse de bola.

Não obstante, numa jogada de futebol mais direto, para as costas dos defesas do Belenenses SAD, o avançado iraniano Alipour viu a saída do guarda-redes Kritciuk e tentou passar a bola por cima deste, com o russo a fazer falta sobre o iraniano, deixando assim, a formação do restelo a jogar com apenas dez jogadores.

À passagem do minuto 68, numa jogada pela direita do recém-entrado Edgar Costa, Joel Tagueu fez-se ao cruzamento feito pelo madeirense e até introduziu a bola no fundo das redes do Belenenses SAD, no entanto Fábio Veríssimo e a sua equipa técnica anularam-no por fora-de-jogo do camaronês.

Nos últimos minutos do duelo entre lisboetas e madeirenses, o Marítimo tentou a todo o custo marcar o golo que lhe garantisse os três pontos, permitindo assim descolar do fundo da tabela da Liga. Ora, esse golo viria mesmo a acontecer já em cima do apito final de Fábio Veríssimo, com o jogador internacional pela seleção dos Camarões, Joel Tagueu a finalizar sem hipóteses para o guarda-redes português de 25 anos, Guilherme Oliveira.

Até final do jogo, nota ainda para mais uma expulsão para o Belenenses SAD. Numa confusão por falta de Cafú Phete sobre René Santos, o sul-africano viu o cartão vermelho, recebendo ordem para recolher aos balneários.

 

A FIGURA

Joel Tagueu – Entrou aos 28′ do segundo tempo e esteve em evidência em vários momentos do jogo, sendo o herói da partida, com um golo ao minuto 90’+3.

 

O FORA DE JOGO

Stanislav Kritciuk – Apesar de ter até estado bem enquanto esteve em campo, a verdade é que foi expulso logo nos primeiros 15 minutos da segunda parte, por falta sobre Alipour fora da área, deixando a sua equipa a jogar com menos um, possibilitando assim, um maior condal ofensivo por parte dos homens de Milton Mendes.

 

ANÁLISE TÁTICA – CS MARÍTIMO

Para esta partida frente à Belenenses SAD, Milton Mendes fez cinco alteração relativamente ao 11 que tinha jogado com o Farense, decidindo-se por alterar o sistema tático para um 3-4-1-2. Ofensivamente era um CS Marítimo a sair curto, com uma algumas trocas de passe até a bola chegar, eventualmente, aos homens mais adiantados do ataque “verde- rubro”. Contudo, a saída curta não estava a resultar como o treinador brasileiro dos “leões da Madeira” certamente quereria, e por isso começou-se a ver um CS Marítimo forçado a jogar com maior regularidade um futebol mais direto, com passes longos dos centrais e do próprio Amir.

Nos últimos cinco minutos da primeira parte, a formação natural de Santo António acordou, finalmente, para o jogo e originou algumas situações de perigo junto da baliza da Belenenses SAD, demonstrando uma boa qualidade na saída de bola, com o francês Rafik Guitane a ser o ´visionário´ maritimista.

Para o início dos segundos 45 minutos, os madeirenses vieram com a mesma qualidade evidenciada nos últimos cinco minutos da primeira metade. Aos 67 minutos, Milton Mendes decidiu lançar Edgar Costa e Joel Tagueu, passando a jogar num 4-4-2, com René Santos a subir para a posição de médio defensivo ao lado do francês Bambock. Para os últimos 15 minutos, o treinador da formação madeirense colocou a “carne toda no assador” e fez entrar Tamuzo e Marcelinho, para dar uma maior projeção ofensiva, acabando mesmo por resultar a estratégia usada por Milton Mendes com o golo de Joel Tagueu, já para lá dos 90′.

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Amir Abedzadeh (6)

Cláudio Winck (5)

Zainadine (7)

Leo Andrade (5)

René Santos (5)

Marcelo Hermes (6)

Bambock (5)

Pedro Pelágio (5)

Rafik Guitane (6)

Alipour (6)

Rodrigo Pinho (6)

SUBS UTILIZADOS

Correa (5)

Edgar Costa (6)

Joel Tagueu (8)

Tamuzo (5)

Marcelinho (4)

 

ANÁLISE TÁTICA – BELENSESES SAD

O Belenenses SAD entrou no seu já habitual 3-4-3, mas a jogar em 5-4-1, quando tinha que defender. Quando não tinha a bola, o Belenenses era uma equipa pressionante, que tentava não dar linhas de passe aos jogadores do Marítimo. A turma do Belenenses era por volta da meia hora de jogo, a equipa mais esclarecida e organizada, quer a nível ofensivo, quer a nível defensivo. No entanto, à medida que a primeira parte avançava, os condados de Petit, iam perdendo um pouco dessa organização.

O Belenenses SAD apresentou-se um pouco mais encolhida no segundo tempo, deixado inclusivamente que a formação madeirense dominasse nos dez minutos iniciais. O Belenenses SAD veio algo desamimada e sem as ideias que tinha indicado na primeira metade do encontro, e só aos 90 minutos conseguiu criar uma verdadeira ocasião de perigo para a baliza à guarda de Amir Abdezadeh

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Kritciuk (5)

Tomás Ribeiro (5)

Rúben Lima (5)

Bruno Ramires (5)

S. Varela (6)

Miguel Cardoso (5)

Tiago Esgaio (4)

Yaya (5)

Cafu Phete (5)

Danny Henriques (5)

Afonso Sousa (7)

SUBS UTILIZADOS

Diogo Calila (5)

Guilherme (4)

Taira (3)

Cassierra (4)

Richard (3)

 

BnR NA CONFERÊNCIA DE IMPRENSA

Belenenses SAD

Não foram colocadas questões ao treinador do Belenenses SAD, Petit.

CS Marítimo

BnR: Milton acha que apesar da vitória, ainda há jogadores que não estão a demonstrar tudo aquilo que podem mostrar?

Milton Mendes – Em termos de entrega não. Os jogadores deram tudo o que tinham e estiveram fantásticos. É claro que em termos coletivos, podemos melhorar muito, mas no que toca à dedicação, os jogadores dão sempre o seu melhor.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome