A FIGURA

Fonte: SC Braga

Eduardo – É a ele que o conjunto arsenalista pode agradecer o facto de apenas por uma vez a bola ter beijado as redes da baliza do SC Braga. O experientíssimo guardião internacional português assinou três defesas portentosas, de enorme categoria, a negar golos quase feitos a Lourency, João Afonso e Kraev. Após o empate gilista, foi ainda determinante ao emprestar toda a sua experiência e garantir que pelo menos um ponto seguiria viagem com a comitiva no regresso a Braga.

Do lado do Gil nota para o habitual espaço de elogio a Lourency, que esteve uma vez mais uns furos acima do ponto de vista técnico, ainda que em menor evidência em relação a desafios anteriores. Kraev e Lino também fizeram gato sapato da defesa do SC Braga (pouco articulada, naturalmente), sempre salvaguardado por um ‘polvo’, chamado Soares.

Referência ainda para Galeno, que se estreou a titular e assinou um golo depois de uma bela arrancada.