Anterior1 de 4Próximo

Rio Ave FC e CD Tondela protagonizaram a partida de arranque da 20.ª jornada da Primeira Liga. O jogo, marcado pela força do vento, terminou com um empate a duas bolas.

Em Vila do Conde, a equipa da casa não conseguiu levar de vencido o Tondela. A formação de Pepa acabou por sofrer para levar o ponto, terminando o jogo com dez, por expulsão de Ricardo Alves.

Logo aos oito minutos, o Rio Ave chegou à vantagem com um golaço de Galeno. O jogador emprestado pelo FC Porto conduziu um contra-ataque rápido e, depois de tabelar com Murilo, rematou forte para o fundo das redes de Cláudio Ramos. O jogador do Rio Ave contou com a ajuda do vento, que alterou a trajetória da bola, traindo o guardião português.

Destaque ainda para um atraso de bola bastante deficiente por parte da defesa do Rio Ave a obrigar Leo Jardim a sair dos postes, que falha a interceção e quase deixa a bola para Tomané rematar para o golo do empate.

O golo do empate acabou mesmo por chegar ao minuto 24 minutos, por intermédio de Juan Delgado. O chileno respondeu ao grande trabalho de Xavier, pela direita, e cabeceou de forma certeira para dentro da baliza do Rio Ave. Estava estabelecida a igualdade no Estádio dos Arcos.

Denotava-se, nesta altura, que o Rio Ave apenas conseguia ter bola em transições rápidas. Nenhuma das equipas conseguia controlar o jogo, que era marcado por várias perdas de bola a meio campo e algumas faltas que obrigavam a várias interrupções.

Delgado fez o primeiro golo do Tondela
Fonte: Liga Portugal

A segunda parte arrancou com o Tondela a marcar. Delgado, autor do primeiro golo dos beirões, assistiu Tomané, de canto, e o avançado carimbou a reviravolta com um cabeceamento certeiro.

Os alas dos visitantes continuavam em bom plano e, pouco depois, Xavier ficou perto do terceiro. O número “7” do Tondela passou por Buatu, mas, em boa posição, disparou por cima.

Daniel Ramos não estava satisfeito com a tendência do jogo e avançou para uma dupla alteração. Tarantini e Murilo deram lugar a Ronan e André Silva e o Rio Ave passou a atuar com dois avançados.

A alteração não demorou a fazer efeito e, numa transição, os vilacondenses forçaram a expulsão de Ricardo Alves. Reduzido a dez unidades, Pepa procurou reequilibrar a equipa e fez entrar Pité e Azougha.

Em superioridade numérica, o Rio Ave tomou conta do jogo e chegou ao empate com naturalidade. Numa excelente combinação, Galeno abriu em Nadjack e o lateral assistiu Bruno Moreira, que, à boca da baliza, não perdoou.

Até ao final, os vilacondenses procuraram chegar ao golo da vitória, mas só conseguiram assustar nos descontos e sem eficácia. Primeiro, Ronan cabeceou à figura em boa posição, e depois foi Bruno Moreira a falhar a assistência quando estava em posição para marcar.

Onzes iniciais:

Rio Ave FC – Léo Jardim; Nadjack, Nélson Monte, Buatu, Mateus Reis; Tarantini (Ronan), João Schmidt, Jambor, Galeno, Murilo (André Silva) e Bruno Moreira.

CD Tondela – Cláudio Ramos; Moufi, Ricardo Costa, Ricardo Alves, Joãozinho; Bruno Monteiro, Jaquite, Xavier (Murillo), Delgado (Azougha), Pena (Pite) e Tomané.

 

Anterior1 de 4Próximo

Comentários