Anterior1 de 2

A CRÓNICA: O REGRESSO DAS VITÓRIAS DOS BRAVOS AÇORIANOS EM CASA 

O Estádio de S. Miguel abriu portas, esta segunda feira, para a 16.ª jornada, para o duelo entre CD Santa Clara e o Belenenses SAD.

Temos um CD Santa Clara que regressou às vitórias no último jogo para o campeonato, frente ao Rio Ave, onde venceu por 2-1. O Belenenses, também, arrecadou os três pontos, na última jornada, frente ao Tondela. Com o começo de uma nova semana e de um novo mês o objetivo das duas equipas é o mesmo: conquistar os três pontos.

Os primeiros momentos da primeira parte mostraram duas equipas focadas, a pensar no jogo e a tentar ter o controle. Aos 10 minutos, momento em que o Santa Clara tentava atacar, uma falta de sob Cryzan leva o árbitro a recorrer ao VAR para rever uma possível grande penalidade, a favor da equipa da casa. Depois de confirmado, aos 13 minutos, Cryzan aponta a redondinha para o fundo das redes e inaugura o marcador deixando a equipa açoriana em vantagem.

Esse golo madrugador foi fulcral para aquecer, mesmo que por breves momentos, a partida. No entanto, não durou muito e o jogo acabou por fica partido e centralizado a meio campo com os bravos açorianos a chegar com mais alguma facilidade à área do Belenenses.

Anúncio Publicitário

Na segunda parte, o Beleneses começou com maior posse de bola no entanto o Santa Clara aproveitava melhor os momentos para marcar posição e chegar à baliza. Aos 54 minutos, num passe combinado de Hade para Allano, este atira a tenta a sua sorte mas sem sucesso. Esse desejo de golo volta a ficar evidente 66 minutos. Desta vez Lincoln que passa para Cryzan que remata mas a bola acaba por passar ao lado da baliza do guardião Kritciuk.

Já em tempo complementar, o Santa Clara volta a tenta chegar à baliza da equipa de Belém. Jean Patrick faz cruzamento mas é o defesa do belenenses, Diogo Calila que corta e acaba por colocar a bola na sua própria baliza fazendo, assim, o segundo golo da partida. O apito final soou e estava decidido, os três pontos ficavam nos Açores. Esta vitória é, sem dúvida, uma boa prenda para os adeptos do Santa Clara que comemoraram, no passado dia 31 de Janeiro, os 100 anos do clube.

A FIGURA


Cryzan – O autor do golo da equipa açoriana esteve sempre presente em vários momentos importantes da partida. Foi fundamental e preponderante em muitos passes e situações de perigo.

 O FORA DE JOGO

Cassiera – Esperava-se mais do homem mais ofensivo da equipa de Belém. Não apareceu em campo. 

ANÁLISE TÁTICA – CD SANTA CLARA

 O Santa Clara jogou com o esquema tático 4-3-3. Uma linha defensiva de quatro que contou com a inclusão de Mansur no lugar de João Lucas. O meio campo constituído por Morita e Nené que preencheram o miolo do terreno. Lincoln jogou nas costas do trio da frente. E Cryzan como homem mais avançado e Carlos e Allano a aparecerem nas alas.

  

ONZE INICIAL E PONTUAÇÕES

 Marco Pereira (2)

Rafael Ramos (2)

Mikel Villanueva (3)

Fábio Cardoso (3)

Mansur (4)

Allano (5)

Lincoln (4)

Carlos Jr. (5)

Nené (2)

Cryzan (7)

Hide (6)  

SUBS UTILIZADOS

Jean Patrick (Allano 74’) (4)

Shahirar (Carlos Jr 87’) (-)

Ukra (Nené 87’) (-)

João Afonso (Cryzan 87’) (-)

 

ANÁLISE TÁTICA – BELENENSES SAD

O Belenenses SAD  jogou com o esquema tático 5-3-2.  Procuraram usar uma estrutura defensiva com três homens no eixo central e dois homens a fazerem os corredores. O meio campo com dois homens mais físicos e com Taira a assumir a batuta da equipa. Na frente, optaram por dois homens a deambularem, trocando de posição (Cassierra e Richard).

  

ONZE INICIAL E PONTUAÇÕES

 Kritciuk (2)

Ruben Lima (3)

Bruno Ramires (3)

Cassierra(4)

Tiago Esgaio (5)

Danny (3)

Taira (3)

Cafu (4)

Richard Rodrigues (5)

Henrique (2)

Gonçalo Silva (3)

SUBS UTILIZADOS

Afonso Sousa (Danny 56’) (3)

Varela (Bruno Edgar 56’) (2)

Dieguito (Richard 71’) (3)

Diogo Calila (Esgaio 75’) (3)

 BnR na CONFERÊNCIA

CD SANTA CLARA

BnR: O CD Santa Clara hoje foi uma equipa muito mais pragmática no jogo. Foi estratégico?

Daniel Ramos: Sim, fez parte. Não é que a equipa não tenha dinâmica ofensiva e ter bola. Mas a intenção era mesmo essa. Era transmitira à equipa que tínhamos de fazer melhor em casa e que tínhamos essa possibilidade. Fomos mais simples ao construir o jogo e reduzimos. Resultou, não sofremos golo e vencemos. Admito que não foi a melhor exibição mas conseguimos voltar às vitórias em casa.

 

Belenenses SAD

BnR:  Qual a análise que faz da partida?

Petit: O Santa Clara no primeiro lance de perigo deu origem ao penálti e fez o golo. Quando o Santa Clara começa o jogo a ganhar é mais difícil tentar contornar isso. Na primeira parte, podíamos ter sido mais agressivos. Mas sei que temos dificuldades em fazer golos. Segunda parte, tentamos contornar isso mas não conseguimos. Foi vitoria justa porque o Santa Clara aproveitou  logo ao inicio do jogo para marcar.

Anterior1 de 2

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome