Anterior1 de 4Próximo

Líder isolado do campeonato, o SC Braga regressava à Pedreira com o intuito de se manter invicto esta temporada e evitar uma escorregadela contra o sempre difícil Rio Ave FC, de forma a manter (ou até alargar) a vantagem sobre os rivais diretos na luta pelo título.

A partida começou exatamente com maior fulgor arsenalista, com os da casa a mostrarem desde cedo que queriam mais uma vitória. Durante mais de 25 minutos, os vila condenses foram resistindo com todos os meios, mas aos 27 minutos, finalmente, o domínio avassalador caseiro deu frutos com um remate colocado de Ricardo Horta a inaugurar o marcador.

No entanto, os festejos não durariam muito. Após alguns minutos de impasse, aos 34’, Gelson Dala passou com facilidade pelos defesas bracarenses e com apenas Tiago Sá pela frente colocou a redondinha lá dentro para empatar a partida. Até ao intervalo, o Braga tentou voltar a pegar no jogo, mas sem a intensidade inicial, enquanto o Rio Ave se viu forçado a uma alteração por lesão de Jambor.

Horta ainda deu vantagem aos da casa, mas durou pouco
Fonte: SC Braga

O primeiro lance de perigo após o recomeço até foi do Rio Ave, resolvido com uma boa defesa de Tiago Sá aos 54’, mas rapidamente os Guerreiros do Minho voltaram a tomar conta do desenrolar da partida e aos 66’ Wilson Eduardo parecia ter encontrado o golo de cabeça, mas valeu uma intervenção por instinto do guardião verde e branco. 

O resto do jogo viu o Braga a insistir mais e mais e a bola a estar tão perto que parecia destinada a entrar. O problema é que os minutos passavam e o jogo continuava empatado. Os visitantes ajudavam e não hesitavam em recorrer às manhas para queimar tempo. O árbitro é que não foi na conversa e daria seis minutos de compensação, que começariam com a expulsão de Abel Ferreira, logo seguida pela de Esgaio por duplo amarelo. O Braga já não tinha o discernimento necessário e não conseguiu desatar o nó, mesmo com o treinador do Rio Ave a também receber ordem de expulsão.

Com este resultado, os arsenalistas perdem dois importantes ponto na luta pelo título e ficam dependentes dos resultados dos rivais para saber se terminam ou não a jornada na frente. Nota final negativa para o árbitro, que mostrou mal alguns cartões e deixou outros por mostrar, além de ter perdido a mão ao jogo nos instantes finais.

SC Braga: Tiago Sá; Sequeira, Pablo, Bruno Viana, Goiano; Ricardo Horta (Fábio Martins 76’), Novais (Eduardo Teixeira 68’), Claudemir, Esgaio; Wilson Eduardo, Dyego Sousa (Paulinho 69’)

Rio Ave FC: Léo; Nadjack, Borevkovic, Buatu, Matheus Reis; Jambor (Tarantini 38‘), Schmidt, Fábio Coentrão (Gabrielzinho 81’); Diego Lopes, Galeno, Gelson Dala (Bruno Moreira 80’)

Anterior1 de 4Próximo

Comentários