Anterior1 de 3Próximo

No encerramento da jornada 23 da Liga Portuguesa, o SL Benfica recebeu o GD Chaves e goleou-o por 4-0 no Estádio da Luz, com golos de Rafa, João Félix, Seferovic e Jonas.

O início da partida viu um Chaves bem organizado defensivamente em 4x5x1 e a colocar dificuldades na transição ofensiva do Benfica, que manteve mais bola e iniciativa atacante nos primeiros 45 minutos.

As poucas saídas dos flavienses eram, sobretudo, em contra-ataque. Foi com essa dinâmica que, ao minuto seis, Luther Singh progrediu na direita, assistiu para Rúben Macedo, que encontrou a cabeça de Platiny – já não jogava desde 18 de janeiro –, para defesa de Vlachodimos. Estava criada a primeira oportunidade do jogo. Na resposta, e também de cabeça, foi Rafa (6’) a testar as capacidades de António Filipe.

Nove minutos depois, o Chaves construiu a segunda e última oportunidade na primeira parte. Desta vez, foi Rúben Macedo quem rematou para a defesa muito complicada de Vlachodimos.

A partir daí, e até ao fim, só deu Benfica! Os encarnados já tinham a iniciativa atacante do seu lado e estavam à procura de desconstuir a estrutura bem montada do Chaves, que ia conseguindo sobreviver.

A um bom espetáculo futebolístico como este, estavam a faltar os golos! Ao minuto 19, Pizzi cruza teleguiado na direita para uma receção de grande classe de João Félix, que passa para dentro da área, confunde os defesas flavienses, e Rafa aproveita para abrir o marcador.

O Benfica continuou com boa qualidade ofensiva, com Rafa e João Félix a fazerem maravilhas. Os encarnados carregavam e, após duas oportunidades de Rafa (27’) e João Félix (33’), foi a grande sensação das águias a fazer o 2-0. Ao minuto 36, e após muita insistência, Seferovic serviu João Félix, que à segunda tentativa bateu António Filipe de forma eficaz.

Estava feito o 2-0 e não iria ficar por aqui! Seis minutos depois, foi de novo João Félix a dar início ao lance do 3-0. O extremo passou de calcanhar para Gabriel, que encontrou Seferovic. O suíço não desperdiçou.

Seferovic continuou de pé quente e é o melhor marcador da Liga, com 15 golos
Fonte: Carlos Silva/Bola na Rede

Na segunda parte, a intensidade manteve-se, embora tenha havido mais tempo para gestão por parte dos encarnados, que contaram com um apoio fervoroso nas bancadas, com as lanternas dos adeptos a fazerem-se sentir.

João Félix (48’), Grimaldo (69’) e Pizzi (53’, 55’, 78’) criaram boas oportunidades, enquanto Rúben Macedo (60’ e 70’) protagonizou duas ocasiões, mas Vlachodimos não tremeu.

A nove minutos do fim, Bruno Lage lançou Jota, que se estreou na equipa principal para uma grande ovação.

Aos 90’, o Benfica chegou ao 4-0 por intermédio de Jonas – quem haveria de ser?! –, que recebeu o passe de João Félix para balançar as redes de António Filipe pela quarta vez.

O apito de Manuel Mota ditou os três pontos para o Benfica, que rubricou mais uma excelente exibição. A quatro dias do clássico, era importante um bom resultado e a equipa de Bruno Lage não desiludiu. Mérito de todos os jogadores!

Na próxima jornada, a 24.ª, o Benfica disputa o clássico com o FC Porto, no sábado, às 20:30. Apenas um ponto separa encarnados de dragões. O Chaves recebe o CD Santa Clara, no domingo, às 15:00.

ONZES E SUBSTITUIÇÕES

SL Benfica: Vlachodimos; Corchia, Rúben Dias, Samaris e Grimaldo; Pizzi (Jota, 81’), Gabriel, Florentino e Rafa (Jonas, 71’); João Félix e Seferovic (Zivkovic, 83’).

GD Chaves: António Filipe; Paulinho, Maras, Campi e Luís Martins; Costinha (Bressan, 56’), Rúben Macedo, Jefferson, Bruno Gallo (Filipe Melo, 58’) e Luther Singh; Platiny (André Luís, 78’).

Anterior1 de 3Próximo

Comentários