À entrada para a 32.ª jornada da Segunda Liga, o CD Nacional e o Académica OAF ocupavam, respetivamente, o primeiro e quinto posto, pelo que o encontro entre ambos, na Madeira, se adivinhava como um jogo quente na luta pela subida.

Com um novo técnico no banco, a equipa de Quim Machado entrou com a intenção de mostrar serviço e recuperar folgo para o final do campeonato, ainda com o objetivo da promoção bem presente. Desde cedo se percebeu, também por isso, que o equilíbrio seria uma constante ao longo do jogo.

A maioria das iniciativas pertencia ao Nacional, mas os ‘estudantes’ mostravam-se ameaçadores quando rondavam a baliza de Daniel Guimarães, que se destacou na primeira parte com um par de grandes intervenções.

Até ao intervalo, contudo, foi mesmo o nulo a imperar. Só após o reatamento se chegou ao golo na Choupana. Ao cabo de uns oito minutos de caudal ofensivo bem intenso, o Nacional chegou finalmente ao golo – e que golo – quando o cronómetro marcava os 54 minutos. Numa semana marcada pelo golo de ‘bicicleta’ apontado por Ronaldo, Ricardo Gomes não quis ficar atrás e parou a bola antes de finalizar com o seu próprio remate acrobático.

Anúncio Publicitário
Ricardo Gomes assinou um golo de belo efeito, a concluir uma boa jogada coletiva
Fonte: Bola na Rede

O golo sofrido obrigou a uma reação da Académica e a entrada de Femi Balogun ainda conseguiu trazer algum fulgor ao tímido ataque da briosa. Irrequieto, o nigeriano furou por duas vezes o bloco defensivo alvinegro, em jogadas quase brilhantes, que se perderam nos cortes providenciais de Diogo Coelho.

A equipa da casa ainda dispôs de um par de oportunidades para aumentar a vantagem, mas o grosso das investidas pertenceu aos visitantes, que também ‘cheiraram’ o golo por algumas vezes, embora sem capacidade para alterar o rumo do jogo.

Com a derrota na estreia de Quim Machado ao leme da formação de Coimbra, os ‘estudantes’ ficam assim mais longe da subida, aumento para oito pontos a distância para o Nacional. A equipa de Costinha, por seu turno, chegou assim ao décimo jogo sem perder, cimentando o primeiro posto, antes da entrada em campo do segundo classificado, CD Santa Clara.

CD Nacional

Daniel Guimarães, Nuno Campos, Júlio César, Diogo Coelho, Elízio, Christian, Jota (Diego Barcelos, 70’), Vítor Gonçalves (Kaká, 89’), João Camacho, Murilo (Witi, 76’) e Ricardo Gomes

Académica OAF

Ricardo Ribeiro, Mike, João Real, Brendon, Nélson Pedroso, Ricardo Dias, Chiquinho, Zé Tiago (Femi Balogun, 59’), Marinho (Piqueti, 76’), Luisinho e Tozé Marreco (Alan Junior, 59’)