Anterior1 de 4Próximo

Ninguém sorriu no final do jogo grande da 31ª jornada da Série D do Campeonato de Portugal, com Oriental e Real SC a saírem de Marvila com um nulo. No regresso de António Pereira ao Estádio Eng.º Carlos Salema, o Real SC vinha de um nulo apetitoso contra o Praiense, lider incondicional do campeonato, enquanto os orientalistas vinham de uma derrota inesperada no Algarve, frente ao Louletano, naquela que foi a primeira derrota desde o duelo contra os Realistas na primeira volta.

Numa primeira parte com poucos motivos de interesse, onde as duas equipas protagonizaram um jogo dividido a meio-campo e muito faltoso, o perigo começou a rondar as balizas maioritariamente de bola parada e com um denominador comum: Hugo Machado. O médio do Real SC contou com a primeira oportunidade logo aos sete minutos, com uma bola a sobrar para o remate de primeira de Machado, mas passou por cima. Aos 26’, aproveitou um livre na esquerda do ataque dos visitantes para colocar a bola na pequena área, onde Ibraim apareceu a cabecear, a míseros três metros da baliza, por cima do alvo. Por fim, num livre a 40 metros da baliza, Hugo Machado quase enganava David Grilo com um remate forte, mas a bola passou ligeiramente ao lado.

Numa partida em que o jogo direto do Real SC não tinha grandes consequências na manobra ofensiva dos comandados de António Pereira, o Oriental não estava muito melhor, com fortes dificuldades por parte do conjunto grená em dar a bola ao trio atacante, não surpreendendo que a grande oportunidade dos orientalistas surgisse num remate de longe de Márcio Augusto, com o brasileiro a atirar do meio-campo e quase a apanhar desprevenido um adiantado Filipe Mendes, mas a bola foi longa demais e passou por cima da baliza.

Nos últimos minutos do primeiro tempo, as constantes faltas da turma de Massamá fez aquecer o ambiente nas bancadas bem apetrechadas do Estádio Eng.º Carlos Salema, mas o nulo não quebrou e as equipas voltaram para as cabines empatadas, num jogo em que se pedia melhor futebol ofensivo de dois candidatos ao play-off de subida.

Apesar do empate, o Oriental acabou aplaudido pelos muitos adeptos as bancadas
Fonte: Bola na Rede

A segunda parte foi muito mais animada, logo com Ruizinho perto de inaugurar o marcador aos 48 minutos, aproveitando um cruzamento de Luís Lucas ao segundo poste a encontrar a cabeça de Ruizinho, mas a bola foi ligeiramente por cima. Respondeu o Real SC, com Hugo Machado a ter uma soberana oportunidade com um livre mesmo em cima da linha de grande área, mas o remate colocado do médio foi defendido por David Grilo, que se esticou para alcançar a bola.

Mas o Oriental estava mais pujante no ataque, com várias oportunidades para quebrar o nulo a serem desperdiçadas pelos orientalistas. Fábio Arcanjo conseguiu aparecer nas costas da defesa aos 56 minutos, mas o remate em jeito foi à figura. Depois foi Ruizinho, num livre colocado, a ser defendido por Filipe Mendes. Seguiu-se ainda um cabeceamento de Henrique, entrado no segundo tempo, a aparecer nas alturas e a responder a um cruzamento na direita, mas a bola saiu ao lado.

O Real SC parecia em dificuldades para alcançar a baliza, com os centrais do Oriental a estarem seguros e David Grilo concentrado, mas ainda conseguiram assustar num cabeceamento de Marcos Barbeiro num cabeceamento no centro da área orientalista, mas David Grilo esticou-se e conseguiu tocar para fora. O conjunto de Massamá conseguiu soltar-se das amarras da defesa orientalista já nos últimos minutos, com Filipe Andrade a atirar de fora da área uma bola no ar, mas por cima, seguindo-se Dida num remate em jeito à entrada da grande área a sair ligeiramente ao lado.

O nulo viria mesmo a confirmar-se e nem a expulsão de Sandro Silva por duplo amarelo na compensação serviu para se inaugurar o marcador, saindo as duas equipas com um ponto do Estádio Eng.º Carlos Salema e com tudo igual na tabela: Oriental em segundo, agora com 61 pontos, e Real SC em 3º, fora da zona de play-off, com 60.

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES

Clube Oriental Lisboa: D. Grilo, L. Lucas, S. Oulu, L. Ferreira, J.Varudo, D. Crespo, V. Sanches, F. Arcanjo (N. Landim, 72’), M. Augusto, Ruizinho, R. Gouveia (H. Gomes, 64’)

Real SC: F. Mendes, Paulinho (Dida, 77’), S. Silva, R. Cunha, D. Dinamite, I.Cassamá, H. Machado, Brash (Cazonatti, 82’), Alex Sousa (M. Barbeiro, 64’), R. Batalha, F. Andrade

Anterior1 de 4Próximo

Comentários