Anterior1 de 4Próximo

Num duelo entre os dois últimos classificados da Segunda Liga, foi o SC Braga B que saiu a sorrir graças a uma exibição consistente que justificou a vitória por duas bolas a zero.

O jogo arrancou com uma maior dinâmica ofensiva dos arouquenses, tendo Fábio Fortes cabeceado por cima na sequência de um canto, logo aos seis minutos. No entanto, foram os visitantes a marcar numa jogada fortuita: o remate de Luther Sing desviou em Massaia e sobrou para Emanuel rematar seco à meia volta para o fundo das redes. Este foi, e apenas à quinta jornada, o primeiro golo da turma de Wender no campeonato.

A partir daí o jogo tornou-se chato, com muitas paragens e um futebol pouco atrativo. A turma arouquense acusou o golo sofrido e não conseguia construir jogo, acabando quase sempre bombear a bola na frente. As situações de perigo eram escassas e, até ao intervalo, nota apenas para uma tentativa de chapéu de Bukia por cima e para um remate frouxo de Adílio, facilmente travado por Tiago Pereira.

O Arouca era incapaz de criar lances de perigo para a baliza contrária
Fonte: Bola na Rede

Miguel Leal não gostava do que via e não tardou em colocar a carne toda no assador, ainda dentro da hora de jogo. Apesar do maior número de unidades ofensivas, o FC Arouca continuava sem incomodar o guardião contrário, o que motivava manifestações de desagrado vindas das bancadas. Os arsenalistas, sempre com mais estabilidade psicológica que o seu rival, iam fazendo o seu jogo, trocando a bola com qualidade e permitindo a posse de bola ao adversário apenas em zonas que não acarretavam perigo.

Foi preciso esperar até aos 82 minutos para registar uma oportunidade de golo: depois de uma grande triangulação, Luther Sing fez o que parecia mais difícil ao não acertar no alvo. Quatro minutos volvidos foi a vez de Ibrahima testar a atenção de Gasparotto. A única ocasião flagrante de golo da equipa da casa surgiu aos 88’, quando Arteaga se antecipou ao guarda-redes adversário e viu a bola embater na barra. Foi já no último lance do jogo que o SC Braga B sentenciou o jogo por intermédio de Tiago Dias, que isolado não vacilou no cara-a-cara com Gasparotto.

Vitória justa dos bracarenses no Municipal de Arouca, que foram mais equilibrados e souberam ler os momentos do jogo. Apresentam jogadores com muita qualidade e que podem vir a ser mais valias para Abel Ferreira num futuro próximo. Já o FC Arouca continua sem vencer em casa desde abril e averbou a quarta derrota consecutiva, caindo para o último lugar da tabela. A exibição paupérrima deixou muito a desejar, já que a jogar em casa diante do último classificado exige-se muito mais do que apenas uma oportunidade de golo.

 

Onzes Iniciais:

FC Arouca: Gasparotto, Thales, Massaia, Deyvison, Kiko (Arteaga 59’); Ericson, Soares (Malele 45’), Bruno Alves; Bukia (Bertaccini 64’), Fabio Fortes, Adílio.

SC Braga B: Tiago Pereira; Danilo, David Carmo, Bruno Wilson, Pedro Amador; Ibrahima, Crespo (Inácio 71’), Assis (Afonso 80’), Denisson (Tiago Dias 58’); Luther, Emanuel.

Anterior1 de 4Próximo

Comentários