Em tarde solarenga no Municipal de Arouca, encontraram-se duas equipas em boa forma. Os da casa vinham numa série de três triunfos consecutivos e os «bês» portistas não perdiam há 11 jogos.

Contando com Diogo Leite e Diogo Costa como elementos da equipa A, a turma de Rui Barros dividiu os primeiros minutos do encontro e fez o primeiro remate enquadrado com a baliza por intermédio de João Mário, para defesa atenta de Stefanovic. O FC Arouca também ameaçou o golo, mas Bukia chegou atrasado a um cruzamento tenso de Willian.

Apesar de um ligeiro ascendente dos arouquenses, foi o FC Porto B a estar novamente perto do golo, com Madi Queta a falhar um chapéu ao guardião contrário. À passagem da meia hora de jogo, os arouquenses adiantaram-se no marcador através de Adílio, a aproveitar uma falha monumental de Oleg e a fazer o chapéu perfeito a Diogo Costa.

O golo de Adílio foi bastante festejado pelos arouquenses
Fonte: Bola na Rede

Estava materializada a superioridade caseira, que poderia ter sido dilatada pouco depois, mas Diogo Costa defendeu para canto um cabeceamento colocado de Bukia.

Para a segunda parte, os jogadores portistas entraram com outro afinco e voltaram a equilibrar o jogo, não conseguindo, contudo, criar oportunidades de perigo. A melhor ocasião da etapa complementar surgiu já depois de Rui Barros ter mexido pela primeira vez na partida, com Romário Baró (o mais esclarecido e determinado dos dragões), em boa posição, a rematar por cima.

O jogo continuava longe das balizas, mas o resultado era incerto. Quim Machado recorreu ao banco e lançou Benny, apostando num esquema de três centrais e trancando todas as portas da sua baliza.

Nos últimos minutos, foram mesmo os arouquenses a estar mais próximos do golo. Primeiro, Ericson passou por dois adversários e serviu Fábio Fortes, que, com tudo para marcar, atirou por cima. Pouco depois, Adílio foi travado por Diogo Leite quando seguia isolado para a baliza, o que resultou na expulsão do jovem defesa português. A fechar, Arteaga rematou cruzado para boa defesa de Diogo Costa.

Anúncio Publicitário

Vitória justa do FC Arouca, que soma a quarta vitória consecutiva e dobra os pontos que fez em toda a primeira volta. O plantel está muito mais equilibrado, a confiança em alta e os resultados estão à vista. Já o FC Porto B encerra uma série de 11 jogos sem perder, ao não apresentar argumentos para ombrear com o adversário de hoje. Ofensivamente, quase não existiu e ainda sofreu com o poderio dos avançados arouquenses.

 

 ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES:

FC Arouca: Stefanovic, Thales, Massaia, Pedro Pinto, Kiko, Ericson, Didi, Bukia (Benny 75’), Adílio, Willian (Breitner 65’), Fábio Fortes (Arteaga 87’).

FC Porto B: Diogo Costa, Musa Yahaya, Diogo Queirós, Diogo Leite, Oleg Reabciuk (Djim 85’), Rui Pires, Kelechi Nwakali (Fábio Vieira 56’), Romário Baró, João Mário (Rui Costa 56’), Madi Queta, Gleison.