Cabeçalho Futebol NacionalUm grande golo de Luís Tinoco, já em cima dos 90’, resolveu um jogo que sempre foi pautado pelo equilíbrio entre os dois conjuntos. Para o Gil, foi a primeira vitória em casa na nova época. Do lado do União, trata-se da primeira derrota em jogos oficiais.

O equilíbrio foi a nota dominante nesta tarde de quarta feira, em Barcelos, onde o termómetro marcava 32º à hora do jogo. A jogar em casa, o Gil Vicente tentou sempre tomar as rédeas da partida, essencialmente através das investidas de Camara, do lado direito do ataque, que ia colocando a cabeça em água à defensiva madeirense. Contudo, a falta de critério na hora de atirar à baliza foi sempre o maior entrave na conclusão dos lances.

À exceção de um remate de meia distância de Júnior, aos 7’, por cima, e de uma grande incursão de Batatinha, a correr quase meio campo, a fletir da esquerda para a zona central e a rematar para defesa segura de Tony, nenhuma das equipas conseguiu revelar-se superior à outra. Depois de um período inicial de maior circulação de bola por parte do União, que tinha superioridade numérica na zona de meio campo, face ao seu 4-3-3 que se superiorizava ao 4-4-2 do Gil, Casquilha emendou essa deficiência e, já em 4-2-3-1, os homens de Barcelos foram equilibrando a contenda, chegando mesmo a dispor de uma soberana oportunidade, mas o cabeceamento de James (35’), a responder a um bom cruzamento de Tinoco, foi travado por uma enorme defesa de Tony.

A segunda parte trouxe um espetáculo mais pobre, certamente fruto do imenso calor que se fez sentir e do cansaço próprio de quem disputa três jogos em nove dias. Equipas partidas e constantes contra ataques que, contudo, estavam longe de levar perigo a qualquer um das balizas. Ainda assim, o União, já com Flávio Silva em campo, partiu para cima da defensiva gilista no último quarto de hora e, aos 81’, só os reflexos de Rui Sacramento permitiriam que o nulo se mantivesse.

Os gilistas garantiram os tres pontos ao cair do pano Fonte: Gil Vicente FC
Os gilistas garantiram os tres pontos ao cair do pano
Fonte: Gil Vicente FC

Foi então que, em cima dos 90’, Luis Tinoco bateu um livre à entrada da área, colocou a bola no ângulo superior esquerdo da baliza de Tony e assinou um golo de autor, que levou ao rubro as centenas de adeptos que marcaram presença no Cidade de Barcelos.

Anúncio Publicitário

O jogo não terminaria sem uma resposta unionista, que aos 90+2’, obrigou Rui Sacramento a fazer a defesa da tarde, com o pé esquerdo a negar o golo ao recém-entrado Danilo Dias. Na recarga, Flávio Silva atirou ao poste.

Com este resultado o Gil iguala os sete pontos do União da Madeira no campeonato. Na próxima jornada, os homens de Barcelos viajam até Coimbra, já o União recebe o Sporting B.

 

Gil Vicente:

Titulares – Rui Sacramento, Gonçalo Duarte, Sandro, Tormena, Luís Tinoco, Jumisse, André Fonte, James, Camara, Batatinha e Rui Miguel.

Suplentes não utilizados – Júlio Neiva, Miguel Abreu, Rui Faria e Henrique.

Substituições – Jonathan por James aos 45’; Fall por Camara aos 55’; João Pedro por André Fontes aos 70’.

União da Madeira:

Titulares – Tony, Sylla, Allef, Romaric. Laércio, Ciss, Sagna, Micael, Junior, Rodrigo Henrique e Luan.

Suplente não utilizados – Chastre, Mendy, Marakis, Paulo Vasconcelos e Gonçalo.

Substituições – Flávio Silva por Luan aos 75’ e Danilo Dias por Rodrigo Henrique aos 78’.