O Sporting CP saiu derrotado da deslocação a Tondela, onde um golo de Bruno Wilson, aos 88 minutos, ditou o destino dos leoninos.

O início da partida mostrou duas equipas a quererem impor o seu futebol, sendo tal obrigação natural do Sporting, mas não tanto do CD Tondela, pelo que se pode dizer que a entrada forte dos comandados de Natxo González surpreendeu alguns. No entanto, e olhando para a classificação, a colocação dos tondelenses a meio da primeira metade da tabela é indicador do que esta equipa tem feito e da sua qualidade.

A partir da marca dos 15 minutos, os leoninos começaram a dispor de um maior domínio da posse de bola, mas as saídas rápidas para o ataque dos viseenses causavam sempre calafrios ao setor mais recuado dos sportinguistas. Ainda assim, a superioridade não era evidente, pelo que o jogo se mantinha bastante tático e com as formações a parecerem encaixar uma na outra.

A primeira grande ocasião de golo surgiu ao minuto 32 e foi para o lado do Sporting. Após uma boa incursão de Ristovski pelo corredor direito, este tirou o cruzamento rasteiro para a entrada da pequena área onde aparecia Miguel Luís, mas o médio da equipa de Alvalade atirou por cima da baliza. O internacional pelas seleções jovens de Portugal ainda voltou a tentar a sorte, cerca de dez minutos depois, mas o remate não assustou Cláudio Ramos.

Anúncio Publicitário

Já em cima do apito para o intervalo, Fábio Veríssimo foi obrigado a expulsar o lateral esquerdo do Tondela, Filipe Ferreira, após uma entrada muito dura deste sobre Doumbia. No entanto, após o recurso ao vídeo-árbitro, o juiz de Leiria anulou a expulsão e admoestou o jogador apenas com o cartão amarelo.

Chegava o intervalo e o empate era o resultado que melhor espelhava o que estava a ser o jogo. Apesar de boas saídas para o ataque por parte do Tondela, nenhuma foi concluída de modo a criar perigo a Renan. O mesmo podia ser dito do lado do Sporting, que só incomodou verdadeiramente o adversário por uma vez, no tal remate de Miguel Luís.

Uma primeira parte muito fria, tanto no jogo como na temperatura ambiente
Fonte: Bola na Rede

Ao contrário do que havia sucedido na primeira parte, na segunda foram os “leões” a entrar com vontade de dominar, enquanto que os tondelenses se mantinham num bloco baixo e fechado. Aos 57 minutos, Bruno Fernandes dispôs de uma oportunidade muito boa para abrir o ativo, através de um livre direto já na meia lua da área de Cláudio Ramos. Ao remate potente do internacional português, respondeu também a alto nível o guarda-redes luso, também ele já internacional.

A primeira ofensiva dos viseenses no segundo tempo foi em cima da hora de jogo, por intermédio de Richard, que havia entrado ao intervalo. O remate saiu forte, mas Renan não demonstrou dificuldades em defendê-lo. A resposta sportinguista veio meia dúzia de minutos depois, novamente através de um livre de Bruno Fernandes e ao qual Cláudio Ramos voltou a responder com uma defesa de qualidade.

Daqui em diante, a partida caiu num ritmo monótono, onde não se registaram quaisquer oportunidades, de parte a parte. Só aos 80 minutos é que voltou a haver remate, de novo de Bruno Fernandes, e desta feita saiu muito por cima do alvo. Vietto, logo de seguida, pareceu inspirado pelo colega e resolveu rematar de fora da área também, tendo a bola sido rasteira e passado junto ao poste, mas com o guardião tondelense a controlar.

Em cima dos 88 minutos, surge o momento do jogo: o livre de Jonathan Toro encontra a cabeça de Bruno Wilson, ao segundo poste, e este cabeceia para o fundo da rede, com Renan a ficar pregado ao relvado. O Tondela abria assim o marcador, praticamente em cima do fim do jogo, naquele que foi um balde de água fria para os “leões”.

No período de descontos, o Sporting procurou mais pelo golo do que em todo o restante período do jogo, mas o esforço tardio foi em vão. A instabilidade continua em Alvalade e os pedidos de demissão para a direção foram em grande quantidade.

 

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES:

CD Tondela – Cláudio Ramos; Moufi; Yohan Tavares; Bruno Wilson; Filipe Ferreira; Philipe Sampaio; Pepelu; João Pedro (Jaquité, 74’); Murillo; Xavier (Richard, 46’); Tomislav Strkalj (Jonathan Toro, 59’).

Sporting CP – Renan Ribeiro; Ristovski; Tiago Ilori; Coates; Marcos Acuña; Doumbia (Eduardo, 69’); Miguel Luís; Bruno Fernandes; Bolasie (Rafael Camacho, 79’); Vietto; Luiz Phellype (Jesé, 63’).