sporting cp cabeçalho 2

Bruno de Carvalho, quando chegou ao futebol, tornou-se o D. Quixote dos tempos modernos a lutar contra todos os moinhos de vento. Foram demasiadas batalhas juntas e agora paga a consequência das mesmas, com a derrota no caso “Doyen” e com a Federação a não contabilizar os quatro títulos de campeonato nacional.

Bruno de Carvalho queria um futebol mais limpo e honesto, e começou a sua campanha no mundo desportivo com três medidas:

– A intervenção do Governo no mundo do futebol com a criação de regras justas e honestas;

– A profissionalização dos árbitros e consequente recurso ao vídeo-árbitro;

Anúncio Publicitário

– A regulamentação da actividade dos Empresários e dos Fundos.

E agora está a pagar caro por elas todas: no Governo já se fala da actuação dos Bancos na dívida do Sporting Clube de Portugal; o vídeo-árbitro começou a ser usado, e logo com um penálti polémico; e a luta com a Doyen em tribunal… Em todas, aparentemente, o presidente do Sporting Clube de Portugal perdeu, mas a verdade é que a velha máxima aplicou-se: “falem bem ou mal, mas falem!” E com isto, Bruno de Carvalho pôs na agenda, nacional e mundial, coisas importantes no mundo do Futebol. Agora é esperar para ver no que vai dar!

A estratégia de comunicação do Presidente leonino tem sido demasiado agressiva e exagerada. Deve por-se a jeito de eventuais ataques Fonte: Sporting CP
A estratégia de comunicação do Presidente leonino tem sido demasiado agressiva e exagerada. Deve por-se a jeito de eventuais ataques
Fonte: Sporting CP

Os banqueiros responderam bem às investidas do Sporting Clube de Portugal e permitiram uma renegociação da dívida. A Marca Sporting tornou-se forte e o Contrato com a NOS foi um desses recentes exemplos. A UEFA colocou-se ao lado do Sporting na luta contra os fundos de investimento, o vídeo-árbitro está a ser testado e usado no Mundial de Clubes, o Sporting finalmente consegue negociar jogadores com os mesmos valores que os demais clubes (e não somente a influência do Super – Empresário Jorge Mendes).

Mas também não nos esqueçamos dos erros que o nosso Presidente cometeu: foi com demasiada sede ao pote, e a comunicação no início do seu mandato desgastou a sua imagem – agora ele é odiado por ser um “Presidente de Claque” com toda a intensidade que isso representa. Há que melhorar os processos de comunicação (e não abusar nos comunicados e no Facebook) e não se colocar a jeito para levar pancada (que garantidamente vai levar por tudo e por nada), e de resto: SIGA EM FRENTE PRESIDENTE! Estamos cá para ver o que o futuro reserva.

Para já, em Março venha, finalmente, o nosso Pavilhão João Rocha! Ah, e não se esqueça que o nosso Benedito deve dar o pontapé de saída nessa inauguração.

Foto de capa: Sporting Clube de Portugal

Comentários