Anterior1 de 3Próximo

sporting cp cabeçalho 1Sporting CP e FC Famalicão abriram a quarta eliminatória da Taça de Portugal num Estádio José Alvalade com pouca gente, mas com forte presença de adeptos da equipa nortenha, que encheu a bancada a si destinada.

Os primeiros minutos de jogo contaram com um Famalicão por cima, com Rui Costa a estar em evidência e a quase marcar logo no segundo minuto de jogo.

No entanto, foi o Sporting, como não podia deixar de ser, a equipa a criar mais perigo, mas não sem antes ter mais uma lesão muscular, no caso de Jonathan Silva, tendo entrado Gelson Martins para o lugar do argentino.

Bruno César, Podence e Gelson foram os que mais mexeram no jogo, mas a eficácia nunca foi a melhor com Bas Dost raramente a conseguir rematar. O momento mais quente da gélida noite lisboeta foi um remate do meio a rua de Bruno César que embateu no poste com estrondo.

Empate a zero justo ao intervalo, apesar do Sporting ter feito mais para chegar ao golo.

A segunda parte abriu com um Sporting a mesma vontade de marcar e com Podence a comandar as hostes, onde foi o protagonista de dois lances de bastante qualidade. Contudo, a equipa da casa dava espaço aos adversários para ajustarem a sua tática, tendo ainda rematado com perigo à baliza de Rui Patrício.

Foi já depois de o relógio marcar a hora de jogo que os leões se colocaram em vantagem. Coates, após canto batido por Bruno Fernandes – que entrou para substituir o apagado Petrovic -, apareceu ao segundo poste e cabeceou com força, não dando hipótese a Gabriel.

O Famalicão não deu o jogo por perdido e acabou por tentar responder na mesma moeda. Também num canto batido do lado direito, o central João Faria aparece no centro da pequena área sem marcação e remata de cabeça à baliza leonina. Valeu a atenção de Rui Patrício para evitar o tento da equipa forasteira.

Fonte: FPF
Fonte: FPF

Os comandados de Jorge Jesus não tiraram o pé do acelerador e continuaram a fustigar a baliza adversária, mas sem sucesso. Dost ainda enviou uma bola à barra e Coentrão tentou também de cabeça após um cruzamento bem tirado por Ristovsky.

O segundo golo acabou mesmo por acontecer. Podence, que até ao momento estava a fazer um jogo bastante positivo, fez um cruzamento milimétrico para Bas Dost, que só teve que encostar para o fundo das redes famalicenses.

Ainda antes dos 90 minutos regulamentares, Mattheus Oliveira, recém entrado, comete uma grande penalidade. Durante a paragem que antecedeu a marcação do penálti, Bruno Fernandes deu bastantes indicações a Rui Patrício. Estas de alguma coisa valeram: o guardião leonino adivinhou o lado para onde Rui Costa rematou, deixando assim as suas redes invioláveis.

Vitória justa mas algo apagada do clube leonino, que desta forma passa aos oitavos de final da Taça de Portugal. Faz-se ainda uma ressalva aos jogadores e adeptos do Famalicão, que proporcionaram sempre um bom espetáculo dentro e fora das quatro linhas, mostrando que também se joga bom futebol na Segunda Liga e que não são esquecidos pelos seus adeptos, que demonstraram um apoio incansável à respectiva equipa.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários