Cabeçalho Futebol NacionalCom a possibilidade de se qualificar para a final four da Taça da Liga em caso de vitória , os sadinos entraram hoje em campo, no Bonfim, para defrontar o SC Braga.

A partida começou muito equilibrada com o Braga a ter a primeira oportunidade de golo, aos 12 minutos por parte de Chagas. No entanto, o Vitória não se deixou ficar e foi também à procura do golo. Com algumas parte a parte, os sadinos foram os primeiros a concretizar e, aos 32′ Gonçalo Paciência faz o golo depois de um bom cruzamento de João Amaral. Com um pé na final a quatro os sadinos continuaram pressionantes, mas, num momento seguido a lesão de César, com a equipa reduzida a dez unidades, os minhotos levaram a melhor e, depois de uma má abordagem de Pedro Trigueira, Costinha fez o auto-golo e concedeu o empate ao Braga, em cima do intervalo.

Depois do regresso dos balneários, com o placard a assinalar um igual, o Vitória voltou determinado a vencer a partida. Apesar da primeira oportunidade ter sido do Braga, uma vez mais, Ricardo Ferreira, aos 50 minutos de jogo, fez falta sobre João Amaral na grande área. Assim, Gonçalo Paciência foi chamado para converter a penalidade máxima e não falhou. Estava feito o 2-1 e a equipa da casa continuava a mostrar a sua ambição.

Aos 60 minutos o Braga criou a sua melhor oportunidade da partida, levando perigo à baliza de Trigueira. Num momento em que os minhotos pareciam crescer no jogo, voltaram a quebrar e o Vitória voltou a dominar.

Sempre superior, o Vitória apurou-se para a final four da Taça da Liga, merecidamente, deixando Braga, Portimonense e Benfica de fora da competição.

Anúncio Publicitário