Mais uma tarde de Taça de Portugal e mais um duelo entre equipas do Campeonato de Portugal: o SC Praiense, da Praia da Vitória, na Ilha Terceira, venceu hoje o CF Santa Iria, de Santa Iria de Azóia por 0-2 e seguiu para a quarta eliminatória da Taça de Portugal. A equipa “da casa” – hoje em estádio emprestado, no Zambujal – vinha de duas derrotas consecutivas para a Série C do Campeonato de Portugal, depois de eliminar o Lourinhanense por 3-1 na 2ª eliminatória da Taça. Já o Praiense, vindo da Ilha Terceira, parecia um adversário complicado para os lisboetas, estando em 2º lugar da Série D do Campeonato de Portugal, com três vitórias consecutivas, uma delas para a Taça, contra o Pinhalnovense, por 5-1.

Porém, a querer contrariar todos os favoritismos, foi mesmo a equipa santa iriense a começar melhor a partida, e sem perder tempo: com apenas quatro minutos de jogo, Flecha apareceu do lado direito e atirou cruzado. Houve sensação de golo, mas a bola saiu ao lado da baliza defendida por Tiago Maia.

Depois da entrada quente, toldada pela emoção, o jogo acalmou e deu para entender qual seria a sua tendência: o CF Santa Iria apostava no futebol direto, muitas vezes mal apoiado, enquanto que o SC Praiense saia a jogar com a bola controlada, mas sempre com um mau último passe. Com este sistema foi previsível que o Praiense tivesse mais bola e fosse presença mais regular no meio-campo adversário.

Foi num destes momentos que acabou por surgir o golo da equipa açoriana: falta em zona frontal, pouco antes da grande área, e Itto Cruz, em força e rasteiro, atirou para o fundo da baliza de Paulinho, com poucas hipóteses de defesa. Um tiro para o primeiro golo do jogo.

Anúncio Publicitário

A partir daqui e para o resto do primeiro tempo, o Praiense pegou no jogo e, ainda que sem grande intensidade, foi criando perigo para a baliza dos lisboetas. Ao minuto 25′ Danny Esteves esteve perto de aumentar a vantagem, com um remate cruzado, do lado esquerdo, a sair ao lado. Três minutos depois foi Itto Cruz a tentar o bis, mas o remate à entrada da área saiu fraco e foi facilmente defendido por Paulinho. O Praiense saiu assim a vencer ao intervalo.

Os festejos da equipa do Praiense depois do primeiro golo do jogo
Fonte: Bola na Rede

A segunda-parte começou como a primeira: o Santa Iria até parecia querer apostar num futebol mais apoiado, mas era o Praiense quem materializa real perigo. Ao minuto 51′, grande momento de futebol: os açorianos avançaram pela direita com grande combinação de calcanhar, cruzamento para a área e Diogo Fonseca a encostar para defesa monstruosa de Paulinho, a ir de um poste ao outro.

Não marcou à primeira tentativa, marcou à segunda. Lançamento para a área, muita confusão e hesitações e Diogo Fonseca dispara para a baliza. Um míssil que passou por toda a gente – que era muita – e que não deu hipótese a Paulinho. 2-0 para o Praiense e contas complicadas para os santa irienses.

O jogo estava controlado pela equipa da Ilha Terceira, que ia dispondo de mais oportunidades. À hora de jogo Danny Esteves quase marcou de chapéu, depois de mau atraso de Jota, mas a bola saiu por cima da baliza. Logo a seguir foi Vitinha a tentar o golo, mas o remate teve o mesmo destino do anterior.

A reação dos homens de Santa Iria de Azóia só chegou aos 70′ minutos, com dois remates: André Costa – que havia entrado para o lugar de Stanic – cabeceou por cima na sequência de um canto; e depois foi Flecha, com um remate desviado, fácil para Tiago Maia.

Antes do final da partida, tempo apenas para mais um remate, de Kiko, para o Praiense, e da expulsão de David Lourenço, do lado do Santa Iria. Os lisboetas ainda carregaram no final, mas sem materializarem com oportunidades de perigo, terminando assim o jogo com um 2-0 para os homens da Praia da Vitória. Os açorianos seguem assim para a 4ª eliminatória da Taça de Portugal.

Onzes iniciais

CF Santa Iria: Paulinho; David Lourenço; André Grilo; Denil Carreira; Pedro Stanic (André Costa); João Costa (Pedro Lobo); Flecha (C); Jota (Pedro Nunes); Gonçalo Vieira; Ivo Rosa; Bruno Santos

SC Praiense: Tiago Maia; Diogo Careca; Cristiano Pascoal; Diogo Fonseca (Cristiano Magina); Diogo Muniz; Luciano Serpa; Vitinha; Danny Esteves (Kiko); Itto Cruz; Vladimir Forbs (Dário Paiva); João Peixoto;